Manuscrito de Einstein pode atingir US$ 3,5 milhões em leilão

Documento registra as anotações iniciais da Teoria da Relatividade
-Publicidade-
Albert Einstein (Foto: reprodução Wikipedia)
Albert Einstein (Foto: reprodução Wikipedia)

Manuscrito com as anotações iniciais de Albert Einstein para sua Teoria da Relatividade vai a leilão hoje em Paris. O documento, que ganhou o título de “Estrada para a Relatividade”, tem 54 páginas e foi escrito em parceria com o engenheiro suíço Michele Besso.

Segundo o jornal Washington Post, a sobrevivência do documento até hoje é considerado um “quase milagre”. Segundo a Christie’s, “como um de apenas dois manuscritos documentando a gênese da relatividade, fornece uma marcante visão do trabalho de Einstein e um retrato da mente do maior cientista do século 20”.

-Publicidade-
Parte dos documentos que vão a leilão. (Foto: divulgação Christie’s)

Estima-se que os papéis, descritos pela Christie’s como “um dos mais importantes manuscritos científicos a ir a leilão em todos os tempos”, atinja um preço entre U$ 2,4 milhões e US$ 3,5 milhões. A maior parte do documento foi escrito entre junho de 1913 e o início de 1914, quando Albert Einstein morava em Zurique, na Suíça.

O manuscrito registra também a parceria de Einstein com um dos seus únicos colaboradores, Michele Besso. São 26 páginas escritas por Einstein e 25 por Besso, na maior parte à caneta. Na ocasião, os dois cientistas estavam trabalhando na teoria da relação entre gravidade e a curvatura do espaço-tempo, a partir das observações da órbita de Mercúrio.

Albert Einstein e Michele Besso. (Foto: reprodução Wikipedia)

Segundo a casa Christie’s, o documento deve sua sobrevivência a Michele Besso, já que Einstein era conhecido por jogar fora seus rascunhos. Apesar de seu valor em potencial, os cálculos no manuscrito estão incorretos. Besso o levou para a Itália em 1913 e, no ano seguinte, tentou continuar o projeto, mas acabou desistindo no início de 1914. Einstein refez os cálculos e lançou a Teoria da Relatividade, como único autor em novembro de 1915. Étienne Klein, diretor de pesquisas da Comissão Francesa de Energias Alternativas e Energia Atômica, escreveu no catálogo da Christie’s que o manuscrito “levanta o véu de um pensamento em construção. Um olhar por trás de um feiticeiro, por assim dizer, com suas tentativas, seus erros, suas hesitações, suas certezas”.

NOTA – terminado o leilão, o preço alcançado foi muito superior ao previsto: US$ 13 milhões.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.