Mesmo vacinado, presidente da Argentina testa positivo para covid-19

Alberto Fernández apresentou sintomas da doença e realizou teste rápido de detecção do coronavírus; ele foi imunizado com a Sputnik V em janeiro
-Publicidade-
O presidente da Argentina, Alberto Fernández, está isolado após testar positivo para a covid-19
O presidente da Argentina, Alberto Fernández, está isolado após testar positivo para a covid-19 | Foto: Reprodução/Redes Sociais

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou neste sábado, 3, que testou positivo para a covid-19. Ele apresentou sintomas da doença e realizou um teste rápido de detecção do coronavírus. O líder peronista já está em isolamento, enquanto aguarda o resultado do exame RT-PCR, o mais indicado pelos especialistas.

Leia mais: “Argentina suspende todos os voos com o Brasil”

“Para informação de todos e todas, me encontro bem fisicamente e, embora quisesse terminar o dia do meu aniversário sem essa notícia, também estou de bom humor”, afirmou Fernández em publicação nas redes sociais. Ele completou 62 anos na sexta-feira 2.

-Publicidade-

No dia 21 de janeiro, o presidente argentino foi vacinado contra a covid-19 — ele recebeu aplicação do imunizante russo Sputnik V. A segunda dose foi aplicada três semanas depois.

O Instituto Gamaleya, de Moscou, que produz a vacina russa, respondeu à publicação de Fernández no Twitter. “Estamos muito tristes por ouvir isso. A Sputnik V é 91,6% eficaz contra a infecção e 100% eficaz contra casos graves. Se a infecção for realmente confirmada, a vacinação garante uma rápida recuperação, sem sintomas graves.” 

Leia também: “O alerta do tango argentino”, artigo de Rodrigo Constantino publicado na Edição 53 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

    1. infelizmente este virus pelo visto é de esquerda e não atinge pulhas, senão somente aqui no Brasl, ao menos todo STF já teria ido, junto com o adestrador de asnos

  1. Vacinado, no país que implantou um dos lockdowns mais rígidos do mundo, e mesmo assim contaminado. Justiça divina ou comprovação científica de algo que a imprensa tradicional luta para esconder?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.