México, Chile e Costa Rica são os primeiros a vacinar contra a covid-19 na América Latina

Doses são destinadas aos profissionais da saúde
-Publicidade-

Doses são destinadas aos profissionais da saúde

vacina
No México, enfermeira Maria Irene Ramirez é a primeira tomar vacina contra a covid-19 da América Latina | Foto: Reprodução/Governo do México
-Publicidade-

Na véspera do Natal, o México iniciou sua a campanha de imunização contra a covid-19 com a vacina desenvolvida pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech.

A primeira pessoa a receber o imunizante foi uma enfermeira de 59 anos chamada Maria Irene Ramirez. Com isso, o México foi o primeiro país a vacinar contra o vírus na América Latina.

Leia mais: “Vacina da Oxford: Anvisa certifica fábrica de insumos”

“São poucas doses, mas o México é o primeiro na América Latina a ter esta vacina”, comemorou o presidente Andrés Manuel López Obrador.

As primeiras vacinas são destinadas aos profissionais da saúde e, por questões logísticas, serão administradas na Cidade do México e no Estado de Coahuila, no norte do país.

Chile

Também neste 24 de dezembro, o Chile começou a vacinação com a vacina Pfizer/ BioNTech. 10 mil doses chegaram ao país. Zulema Riquelme, uma auxiliar de enfermagem de 46 anos, foi a primeira pessoa a receber o imunizante.

“Estou muito emocionada, nervosa, são múltiplas emoções”, disse Zulema antes de ser vacinada, respondendo ao presidente Sebastián Piñera, que supervisionava o processo.

vacina
Auxiliar de enfermagem Zulema Riquelme toma vacina no Chile | Foto: Reprodução/Governo do Chile

Costa Rica

Elizabeth Castillo Cervantes, de 91 anos, moradora de um lar de idosos, foi a primeira pessoa a ser vacinada na Costa Rica, também nesta quinta-feira, 24. O país iniciou a campanha pelos asilos.

vacina
Dona Elizabeth Castillo Cervantes recebeu a vacina | Foto: Reprodução/Governo da Costa Rica

A Costa Rica começa com 9.750 doses, mas o acordo com a Pfizer prevê1,5 milhão de doses. Entre todos os contratos, a Costa Rica pretende vacinar dois dos cinco milhões de habitantes.

Brasil

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta quarta-feira, 23, que na melhor das hipóteses a vacinação pode começar a partir de 20 de janeiro e em uma perspectiva mais pessimista, somente no final de fevereiro.

Ele destacou que o governo está negociando “todos os dias” com as diversas empresas que desenvolveram imunizantes contra a doença. Pazuello também afirmou que a vacina será voluntária e gratuita.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site