Microsoft culpa ‘erro humano’ por sumiço de foto de homem desafiando tanques chineses

Imagem de manifestante pró-democracia na Praça da Paz Celestial tornou-se famosa mundialmente
-Publicidade-
Homem foi massacrado pelo Exército chinês
Homem foi massacrado pelo Exército chinês | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

Na última sexta-feira, 4 de junho, completaram-se 32 anos do massacre da Praça da Paz Celestial em 1989, quando tropas chinesas reprimiram um protesto pró-democracia no país. Na ocasião, centenas de manifestantes foram mortos em Pequim.

Uma imagem específica desse evento tornou-se mundialmente famosa. Ela mostra um indivíduo desconhecido, de traje social, parado no caminho dos tanques que se direcionavam para reprimir os manifestantes. Em países de língua inglesa, a foto é conhecida como Tank Man — “homem dos tanques”, em tradução livre.

-Publicidade-

Ocorre, entretanto, que a referida foto sumiu dos mecanismos de buscas dos sites Bing, Yahoo Search e DuckDuckGo — exatamente em 4 de junho, aniversário do massacre da Praça da Paz Celestial.

Ao utilizar a função de pesquisa de imagens no Bing, da Microsoft, usando as palavras Tank Man, retornava a seguinte mensagem: “Não há resultados para Tank Man. Verifique a ortografia ou tente outras palavras-chave”.

No caso do Yahoo Search, que utiliza o motor de pesquisa do Bing, retornava a seguinte mensagem: “Não encontramos resultados para: Tank Man. Experimente as sugestões abaixo ou digite uma nova consulta acima”.

Os resultados de DuckDuckGo, por sua vez, retornaram tão somente esta mensagem: “Desculpe, nenhum resultado aqui”.

China, Microsoft e os sites de buscas

Conforme explica o portal Gizmodo Brasil, a Microsoft, a Apple e outras empresas do setor têm relação comercial sólida com a China. O Bing, por exemplo, pode ser acessado no país asiático — no entanto, o gigante da tecnologia obedece aos caprichos dos censores. O site de buscas exclui dos resultados informações que o Partido Comunista Chinês considera confidenciais.

A justificativa

A Microsoft afirma que o bloqueio dos resultados de imagem para Tank Man não foi intencional. “Isso se deve a um erro humano acidental”, explicou um porta-voz da companhia. “Estamos trabalhando ativamente para resolver isso.”

No início da noite da última sexta-feira, pesquisas por Tank Man, no Bing, retornavam centenas de resultados.

Leia também: “O jogo do gigante”, reportagem de Cristyan Costa publicada na Edição 58 da Revista Oeste

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comments

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site