Milhares de agricultores indianos protestam contra o governo

Grupo quer pressionar o primeiro-ministro, Narendra Modi, para revogar as leis de reforma agrária
-Publicidade-
Agricultores e apoiadores no maior protesto contra o governo desde o início do movimento em novembro de 2020 | Foto: Reprodução/BBC
Agricultores e apoiadores no maior protesto contra o governo desde o início do movimento em novembro de 2020 | Foto: Reprodução/BBC

Agricultores indianos reuniram-se neste domingo, 5, para protestar contra as novas leis da reforma agrária do governo do primeiro-ministro, Narendra Modi. A manifestação aconteceu na cidade de Muzaffarnagar, no Estado de Uttar Pradesh — o mais populoso da Índia. Segundo a polícia local, o número de participantes superou os 500 mil. Assim, foi o maior protesto de uma série de eventos que têm acontecido desde novembro do ano passado, em vários estados e cidades do país.

Leia mais: “Produtor está há 9 anos com terra invadida por indígenas: ‘Eu tomo remédio para dormir’”

Rakesh Tikait, um dos líderes do protesto, diz que as manifestações de hoje vão se espalhar. “Vamos intensificar o nosso protesto e visitar cada uma das cidades e vilas de Uttar Pradesh para transmitirmos a mensagem de que o governo de Modi é anti-agricultura”, afirmou.

-Publicidade-

Leia também: “Abrafrutas busca apoio de Mourão para expansão no mercado chinês”

O governo indiano afirma que as leis, que afrouxam as regras sobre como os agricultores podem vender seus produtos, darão mais liberdade ao setor. No entanto, o grupo avalia que as reformas deixam os pequenos produtores vulneráveis ​​às grandes corporações. Para pressionar o governo a revogar as medidas, eles estão convocando uma greve nacional em 27 de setembro.

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro