Ministro boliviano afirma que Jeanine Áñez tentou suicídio na prisão

Ex-presidente do país fez cortes no antebraço, segundo o ministro do Governo, Eduardo Del Castillo
-Publicidade-
A ex-presidente da Bolívia Jeanine Áñez teria tentado o suicídio na cadeia
A ex-presidente da Bolívia Jeanine Áñez teria tentado o suicídio na cadeia | Foto: Reprodução

O ministro de Governo da Bolívia, Eduardo Del Castillo, afirmou neste sábado, 21, que a ex-presidente Jeanine Áñez, detida desde março deste ano, tentou cometer suicídio na prisão. De acordo com os jornais locais, a ex-comandante interina do país teria feito cortes no antebraço.

Como Oeste noticiou ontem, Áñez foi denunciada pela Procuradoria-Geral da Bolívia por uma série de crimes, entre os quais o genocídio. A denúncia se refere ao comportamento da então presidente durante manifestações da antiga oposição, em 2019. Na ocasião, dezenas de pessoas morreram em atos que foram marcados por violência, vandalismo e confrontos com a polícia.

Leia mais: “Procuradoria da Bolívia denuncia ex-presidente Jeanine Áñez por genocídio”

-Publicidade-

“Lamento informar ao povo boliviano que a senhora Jeanine Áñez tentou cometer uma automutilação nas primeiras horas desta madrugada. No entanto, relatamos que sua saúde se apresenta estável neste momento. Ela tem apenas pequenos arranhões em um dos braços”, disse Del Castillo, segundo o jornal El Deber.

Reportagem especial: “Bolívia: revanche da esquerda tem prisões políticas e perseguição a opositores”

Se for julgada e condenada por genocídio, Áñez poderá pegar uma pena de mais 20 anos de prisão. No mês passado, a Justiça boliviana negou um pedido de soltura apresentado pela defesa da ex-presidente, que segue detida, acusada de sedição, terrorismo e conspiração.

Leia também: “Parlamentares bolivianos trocam socos e chutes em sessão do Congresso; assista”

O estado de saúde da ex-presidente da Bolívia não é bom já há vários meses. Seus advogados tentaram sua libertação inúmeras vezes baseados em laudos médicos que atestavam hipertensão arterial e outros problemas. Segundo aliados e ex-integrantes do governo, Áñez vem sofrendo um “tratamento desumano” na cadeia.

Leia também: “Ex-ministros de Jeanine Áñez pedem sua libertação e denunciam ‘tratamento desumano’”

As autoridades do país acusam a ex-chefe do governo boliviano de ter promovido um golpe de Estado para afastar do poder o líder cocaleiro Evo Morales, que renunciou ao cargo em novembro de 2019. Áñez foi alvo de um mandado judicial que determinava sua prisão preventiva, que vem sendo prorrogada indefinidamente.

Leia também: “‘Veremos um choque entre o castrochavismo e a democracia’, diz ex-ministro boliviano sobre Lula x Bolsonaro”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários

  1. O ÍNDIO COCALERO MALDITO ESTÁ SENDO MAIS MONITORADO DO QUE O PEÇONHENTO ZÉ DIRCEU AQUI.

    BOLÍVIA E PERU, SE VACILAREM, AS FORÇAR ARMADAS SERÃO FORÇADAS A DERRUBAR SEUS “CAPIAU”, COM A GARRA FORTE DA ÁGUIA EM CIMA.

  2. O Bolsonaro já foi condenado por esses canalhas a mais de quarenta anos de prisão e por coincidência, por genocídio também. Ele que abra o olho com esses caras, a meu ver, esses vagabundos merecem uma ação preventiva, senão as coisas ficarão complicadas para ele e muitos seguidores.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro