Ministro da Saúde do Reino Unido pede desculpas após ser flagrado beijando assessora

Bombardeado por críticas, Matt Hancock teve de se explicar e reconheceu que não seguiu recomendações de distanciamento social
-Publicidade-
O ministro da Saúde, Matt Hancock, teve de pedir desculpas após fotos vazarem
O ministro da Saúde, Matt Hancock, teve de pedir desculpas após fotos vazarem | Foto: Reprodução/Redes Sociais

A foto que estampa a capa do tabloide britânico The Sun nesta sexta-feira, 25, causou uma enorme crise no governo do primeiro-ministro Boris Johnson que pode custar o cargo do ministro da Saúde do Reino Unido, Matt Hancock. O responsável pelo combate à epidemia de covid-19 no país foi flagrado beijando, abraçando e trocando carícias com uma assessora, em horário de expediente, o que despertou a ira da oposição e de boa parte da sociedade.

A sequência de fotos mostra Hancock e a assessora Gina Coladangelo — sua ex-colega de faculdade — se beijando no dia 6 de maio deste ano, 11 dias antes de abraços e beijos serem liberados pelo governo britânico, que encampou uma das políticas mais duras de isolamento social de toda a Europa durante a pandemia.

Capa do tabloide ‘The Sun’ com imagens do ministro da Saúde, Matt Hancok, beijando assessora causou crise no governo britânico. Foto: Reprodução
-Publicidade-

De acordo com a reportagem do The Sun, as fotos mostram que Hancock confere se o corredor está livre “antes de fechar a porta” de seu gabinete, “para garantir que não poderia ser perturbado”.

Leia mais: “Com reabertura econômica, PIB do Reino Unido cresce 2,3% em abril”

“Coladangelo, então, caminha em direção a ele e os dois começam seu abraço apaixonado”, prossegue o tabloide. Ainda segundo a publicação, funcionários do Departamento de Saúde do governo britânico afirmaram, sob sigilo, que o casal “costuma ser apanhado se agarrando pelos corredores”.

Em comunicado divulgado hoje, Hancock pediu desculpas pelo comportamento. “Reconheço ter violado a orientação do distanciamento social nessas circunstâncias. Eu decepcionei as pessoas e lamento muito”, afirmou. O Partido Trabalhista, de oposição ao governo, pediu o afastamento imediato do ministro.

Leia também: “Reino Unido anuncia nova flexibilização de restrições”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site