Ministro das Finanças russo vai participar de reunião do G20

Presença da Rússia em meio à crise ucraniana vira constrangimento em encontro de autoridades financeiras
-Publicidade-
Guerra na Ucrânia torna polêmica a presença russa no G20
Guerra na Ucrânia torna polêmica a presença russa no G20 | Foto: Reprodução/Twitter

O governo da Indonésia confirmou que a Rússia vai participar da reunião do G20 na próxima semana, apesar das pressões internacionais para que o país fosse excluído, em razão da invasão à Ucrânia. O grupo em questão reúne as autoridades financeiras de 19 economias do mundo, além de um representante da União Europeia.

Organizadora da reunião, na condição de ocupante da presidência rotativa do G20, a Indonésia informou nesta quinta-feira, 14, que o ministro das Finanças russo, Anton Siluanov, vai participar do encontro de forma virtual.

Wempi Saputra, autoridade do ministério indonésio, também revelou que os organizadores estão avaliando um convite para a Ucrânia, para discutir o impacto econômico do conflito com os russos.

-Publicidade-

“Não temos a capacidade de não convidar (qualquer membro). Como presidente, a Indonésia convidou todos os membros e até hoje alguns confirmaram a participação presencial e alguns de forma virtual”, disse Saputra.

A questão da filiação da Rússia ao G20 tem dividido o grupo nas últimas semanas, com atuações de países ocidentais a favor da expulsão do país, presidido por Vladimir Putin.

Sobre o G20

Segundo a própria organização, o G20 concentra 80% de todo o Produto Interno Bruto (PIB) do mundo, 75% do comércio mundial e 60% da população global. A presidência do grupo é rotativa entre os membros e o cargo tem caráter simbólico.

Formado em 1999, o grupo inicialmente reunia apenas os ministros de Finanças dos países, para tratar de crises financeiras. Mas, aos poucos, temas como sustentabilidade passaram a figurar na pauta dos encontros.

Além de um representante do departamento econômico da União Europeia, participam do G20 os seguintes países: Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, França, Alemanha, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Rússia, Arábia Saudita, África do Sul, Turquia, Reino Unido e Estados Unidos.

O cronograma do G20 para 2022 prevê uma reunião de chefes de Estado entre 15 e 16 de novembro, em Bali, na Indonésia.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.