Na ONU, Brasil vota por resolução contrária a ataques da Rússia à Ucrânia

Reunião ocorreu na Assembleia Geral
-Publicidade-
O embaixador do Brasil na ONU, Ronaldo Costa Filho, em pronunciamento durante a 11° Reunião de Emergência da ONU - 28/02/2022 | Foto: Reprodução/ONU
O embaixador do Brasil na ONU, Ronaldo Costa Filho, em pronunciamento durante a 11° Reunião de Emergência da ONU - 28/02/2022 | Foto: Reprodução/ONU

Na Organização das Nações Unidas (ONU), o Brasil votou a favor da resolução contrária aos ataques da Rússia à Ucrânia. O embaixador brasileiro na ONU, Ronaldo Costa Filho, falou brevemente depois da votação da Assembleia Geral. Ele defendeu o diálogo e as discussões para a paz.

“O Brasil continua a exortar todos os atores a desescalar e renovar os esforços em favor de um acordo diplomático negociado entre a Ucrânia e a Rússia que contribua para o restabelecimento da segurança e da estabilidade da região”, disse Costa Filho

O Brasil foi um dos 141 países que votaram a favor do documento contra a invasão russa da Ucrânia nesta quarta-feira, 2. Por ampla maioria, a Assembleia Geral da ONU aprovou uma resolução contra os ataques após três dias de discursos de mais de cem países. A sessão teve 5 votos contra e 35 abstenções.

-Publicidade-

O placar sobre a resolução contra os ataques da Rússia à Ucrânia

  • 141 votos a favor;
  • 5 votos contra (Rússia, Belarus, Coreia do Norte, Eritreia, Síria)
  • 35 abstenções (China, Índia e África do Sul, entre outros países)
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Por isso ainda não assinei a OESTE, assinei a Gazeta. Por que não escrevem o correto? Brasil votou contra a Rússia! Simples assim, aí vocês enrolam, “Brasil vota por resolução contrária a ataques da Rússia à Ucrânia”. Parecem que querem dar um duplo sentido.

  2. Realmente, o título da reportagem está confuso. Como disse o leitor Silvano, o mais importante era ter evitado a guerra, mas parece que ninguém se esforçou para isso. Outros interesses escusos? Provavelmente.

  3. Título de reportagem péssimo!
    Poderia ser mais claro e não deixar dúvida.
    Governo brasileiro vota na ONU condenando Rússia pelo ataque à Ucrânia.

  4. Se o título da reportagem não fosse da Oeste e sim da CNN eu iria dizer que Despiorou a reportagem o título. Tão simples dizer que o Brasil votou a favor da resolução da ONU que condena os ataques à Ucrânia, não era não redator(a)?! Como a CNN só faltou dizer que o Brasil despiorou a resolução da ONU… Não basta desratizar as instituições mas algumas redações de revistas e jornais também para despiorar…

  5. O mais importante era evitar essa guerra, que já a muito tempo era prevista. Não acredito em tanta incompetência dos principais envolvidos, apesar de muito possível e tenho a impressão que muitos países (políticos) estão satisfeitos, apesar de que racionalmente ninguém ganha (claro que tem sempre os que ganham). Tem algum interesse por trás dessas lágrimas de crocodilo. Os prejudicados serão sempre os mesmos e obviamente não serão esses mesmos políticos. Desconfio muito da mídia, tanto faz o lado que ela esteja promovendo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.