-Publicidade-

No Chile, extrema esquerda ateia fogo a igrejas

O ato ocorreu um ano depois da explosão social de 18 de outubro de 2019
Foto: Divulgação/Twitter
Foto: Divulgação/Twitter | Foto: Divulgação/Twitter

O ato ocorreu um ano depois da explosão social de 18 de outubro de 2019

no chile
Templos religiosos foram vandalizados | Foto: Divulgação/Twitter

Militantes de extrema esquerda queimaram dois templos religiosos em Santiago, capital do Chile, durante uma manifestação, no domingo 18. Uma delas foi a Igreja da Assunção. Quando a cúpula pegou fogo depois do desabamento da estrutura, centenas de manifestantes comemoraram. Antes, próximo ao local onde ocorreu o atentado, outro templo, dos Carabineros, foi saqueado e queimado. Contudo, os bombeiros conseguiram apagar as chamas antes que elas causassem maiores danos. “Queimar igrejas é uma expressão de brutalidade”, reagiu o ministro do Interior e Segurança, Víctor Pérez, ao destacar que durante o dia a polícia protegeu as estações de metrô de Santiago, os ônibus do transporte público e outros alvos dos violentos ataques do ano passado.

O ato ocorreu um ano depois da explosão social de 18 de outubro de 2019, e a uma semana do processo eleitoral mais importante das últimas três décadas: o plebiscito de 25 de outubro, que definirá o destino da atual Constituição, vigente desde 1980. Cerca de 25 mil pessoas participaram dos protestos na Praça Itália, considerada o marco zero chileno, de acordo com a polícia local. Entre outros vandalismos, incluindo depredações e pichações, houve saques e, na zona sul da capital, em Puente Alto, uma estação do metrô foi incendiada, enquanto um grupo de pelo menos 300 pessoas encapuzadas atacaram a 20ª delegacia dos Carabineiros. Jogaram coquetéis molotov e outros objetos contra o edifício que abriga o quartel policial.

Confira imagens do atentado

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

  1. O papa nada fala sobre isso mas sobre o meio ambiente no Brasil, governado pela direita,o pontífice fala. Queimar igrejas e algo medieval,bárbaro e um atentado à liberdade religiosa . Espero que no povo chileno não aceite tal violência. Não haverá paz com a 3sqyerda destruidora no poder. A Argentina e a Venezuela estão aí para testar o que dizemos.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês