No Oriente Médio, Bolsonaro afirma que Brasil foi ‘atacado’ na COP26

Presidente ficará em Dubai até a próxima terça-feira, depois ele segue para o Bahrein e o Catar
-Publicidade-
Presidente Jair Bolsonaro e primeira-dama Michelle Bolsonaro desembarcam em Dubai | Foto: Reprodução/Redes Sociais
Presidente Jair Bolsonaro e primeira-dama Michelle Bolsonaro desembarcam em Dubai | Foto: Reprodução/Redes Sociais

O presidente Jair Bolsonaro disse neste sábado, 13, que o Brasil foi “atacado” durante a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2021 (COP26), realizada em Glasgow, na Escócia. A declaração foi dada ao chegar no hotel em que está hospedado em Dubai, nos Emirados Árabes.

“Ali é um local onde quase todos apresentam os problemas para os outros resolverem. Você pode ver. China, Índia, EUA não assinaram nada. Nós somos os que mais contribuímos para a não emissão de gases de efeito estufa e que por vezes mais pagamos a conta, mais somos atacados”, disse. Na COP, China e Estados Unidos assinaram um acordo bilateral contra a liberação de carbono na atmosfera.

-Publicidade-

Bolsonaro lembrou que o Brasil é responsável por 2,7% das emissões de gases estufa no mundo e acusa outras nações de fazerem pressão no país, mas não crê em algum tipo de boicote a produtos brasileiros.

“Tá bom, vão boicotar e comprar da onde? Da Lua? Só pode ser da Lua, né? De Marte, Saturno, porque não tem no mundo. Estamos caminhando para 8 bilhões de habitantes no mundo. Acho que em 2030 chegar nesse numero aí. Quase 600 milhões a mais de habitantes por ano. Então, é um número fantástico, enorme, e temos que dar conta disso. Agora, tudo é finito. Por mais que você preserve, tudo é finito”, disse.

O presidente também afirmou que o governo não tem como pagar R$ 90 bilhões de precatórios em 2022 sem furar a regra do teto de gastos. Ele avaliou que a PEC dos Precatórios, que diminuiria esse valor, é “mais difícil” de passar no Senado do que na Câmara, onde foi aprovada nesta semana.

Visita ao primeiro-ministro dos Emirados Árabes

Também neste sábado, Bolsonaro foi recebido para uma reunião bilateral com o primeiro-ministro dos Emirados Árabes e emir de Dubai, Mohammed bin Rashid Al Maktoum. Ele compartilhou sua recepção nas redes sociais.

O presidente ficará em Dubai até a próxima terça-feira, depois ele segue para o Bahrein e o Catar. Ele deve retornar ao Brasil na quinta-feira.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Os ataques ao Brasil são reais, e vem acontecendo desde a época de De Gaulle, nosso país é cobiçado pelos eternos países colonizadores, que já com suas reservas naturais exauridas, viraram o foco para nosso território; não é de agora.
    Atualmente, o que temos é o avanço paulatino e cumulativo da NOM e do comunismo, que aliciando as cabeças dos mais frágeis e vulneráveis, distribuindo dinheiro para os corruptos, vão engrossam seus exércitos, contra nós, e já com uma boa carga de traidores locais.
    O STF e enorme parcela do pessoal do Direito, parte dos parlamentares, a imprensa mainstream, parte dos militantes transvestidos de docentes, parte dos artistas, crianças, jovens e adolescentes cooptados por UNE, e todo grupo vinculado, ligado ou identificado como de esquerda, trabalham nos minando aqui e lá fora, tanto quanto podem.
    Isso vai tornando o ambiente cada vez mais denso e crítico, porém, como passamos a reagir, os atritos e as tensões por conta dessa reação, vão se tornando cada vez mais aparentes.

  2. Se não fosse essa esquerda maldita o Brasil seria mais respeitado. Se não fôssemos uma democracia talvez tb fossemos mais respeitados.
    Respeito não se ganha, se conquista, não importa se você é bom ou mal, se for forte e decidido, as pessoas lhe respeitam.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.