No Peru, 14 morrem em ataque atribuído ao Sendero Luminoso

Os assassinatos ocorreram em um bar na região do Vale dos Rios Apurímac, Ene e Mantaro, na região central do país, onde operam focos do grupo de guerrilheiros surgido nos anos 1960
-Publicidade-
Sendero Luminoso, fundado nos anos 1960, deixou mais de 70 mil vítimas em décadas de terror no Peru
Sendero Luminoso, fundado nos anos 1960, deixou mais de 70 mil vítimas em décadas de terror no Peru | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Pelo menos 14 pessoas morreram em um ataque atribuído a facções ainda ativas do grupo terrorista Sendero Luminoso no domingo 23. Entre as vítimas, estariam duas crianças, informa a BBC.

Os assassinatos ocorreram em um bar na região do Vale dos Rios Apurímac, Ene e Mantaro, na região central do Peru, onde operam focos do grupo de guerrilheiros surgido nos anos 1960.

-Publicidade-

Leia mais: “Nicarágua: polícia invade jornal crítico ao governo e prende repórteres”

De acordo com as autoridades peruanas, foram encontrados perto dos corpos das vítimas folhetos com a identificação do “Militarizado Partido Comunista do Peru”, que reúne militantes do Sendero Luminoso.

“O Sendero Luminoso, liderado pelo criminoso Victor Quispe Palomino, em um ato genocida, assassinou 14 pessoas ainda não identificadas na noite de 23 de maio, incluindo duas crianças, que foram encontradas queimadas e irreconhecíveis”, anunciaram as Forças Armadas do Peru em comunicado.

Leia também: “Bolívia: revanche da esquerda tem prisões políticas e perseguição a opositores”

O presidente interino peruano, Francisco Sagasti, condenou o ataque e anunciou o envio de patrulhas das Forças Armadas e da Polícia Nacional à região. Os crimes estão sendo investigados, e os terroristas, procurados.

O Sendero Luminoso matou quase 70 mil pessoas entre 1980 e 2000, segundo estimativas da Comissão da Verdade e da Reconciliação (CVR). Atualmente, a maioria de seus integrantes está presa, mas ainda há grupos armados ativos que reivindicam fazer parte da organização terrorista.

Leia também: “‘Veremos um choque entre o castrochavismo e a democracia’, diz ex-ministro boliviano sobre Lula x Bolsonaro”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site