O país miserável de US$ 1 trilhão

O Afeganistão, que não consegue sair da Idade Média, concentra em seu subsolo um dos minerais mais necessários à economia do século 21
-Publicidade-
 Foto: Reprodução/PXHere
Foto: Reprodução/PXHere

Cerca de 90% da população do Afeganistão vive abaixo da linha de pobreza definida pelo governo: US$ 2 (aproximadamente R$ 10) por dia. E, no entanto, segundo a CNN Business, o país tem depósitos minerais calculados em US$ 1 trilhão.

O país tem reservas de aço, cobre e ouro espalhados pelo território. Mas o que conta mais é um dos maiores depósitos de lítio do mundo. E o lítio é vital para a indústria de baterias recarregáveis, um produto que tende a ser cada vez mais valorizado. O país que não consegue sair da Idade Média concentra em seu subsolo um dos minerais mais necessários à economia do século 21.

Economia no Afeganistão

-Publicidade-

O Banco Mundial declarou em março que a economia do Afeganistão permanece frágil e dependente de ajuda. “O desenvolvimento do setor privado e a diversificação são contidos por insegurança. Instabilidade política, instituições fracas, infraestrutura inadequada, corrupção generalizada e um difícil ambiente para negócios.”

“Com Talibã no poder, mulheres afegãs têm liberdades preservadas, brinca Canal Hipócritas” 

Três países — China, República Democrática do Congo e Austrália — têm 75% das reservas dos três elementos fundamentais ao desenvolvimento de veículos elétricos (lítio, cobalto e minerais raros). As maiores reservas de lítio estão na Bolívia.

Mosin Khan, do Atlantic Council, calcula que a exploração mineral rende US$ 1 bilhão por ano ao Afeganistão. O que é pouco, por seu potencial. De 30% a 40% desse bilhão são desviados pela corrupção, por chefes tribais e pelo Talibã. Com a subida do Talibã ao poder, essa exploração vai ficar ainda mais difícil. A China se aproximou do novo regime, mas já sabe, por experiência própria, que investir no Afeganistão costuma dar em nada.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários

    1. Kkkkkkk pois eh!
      Por isso o grande interesse nessa região.
      No subsolo do Afeganistão existe uma mini fundição comandada por seres minúsculos que fazem a liga de aço e depois jogam por aí.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro