OCDE anuncia acordo de 136 nações por imposto global para multinacionais

Taxação vai realocar mais de US$ 125 bilhões de lucros, segundo a entidade
-Publicidade-
OCDE anunciou um acordo entre países para a cobrança de imposto global
OCDE anunciou um acordo entre países para a cobrança de imposto global | Foto: Divulgação/OCDE

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) firmou nesta sexta-feira, 8, um acordo entre 136 países para cobrar imposto mínimo global de 15% das multinacionais a partir de 2023. Conforme noticiou Oeste, o pacto havia sido anunciado de modo preliminar em julho deste ano. Agora, recebeu endosso de Estônia, Hungria e Irlanda.

Em comunicado, a OCDE classifica o acordo como histórico. Segundo a entidade, a taxação vai realocar para todos os países mais de US$ 125 bilhões de lucros das 100 maiores e mais lucrativas multinacionais. Isso garante, de acordo com a OCDE, que as grandes empresas paguem uma parcela justa de imposto, seja qual for seu local de operação

“Esta é uma grande vitória para um multilateralismo eficaz e equilibrado”, celebrou o secretário-geral da OCDE, Mathias Cormann, em pronunciamento realizado depois da conclusão do pacto. “É um acordo de longo alcance, que garante que o nosso sistema tributário internacional seja adequado em uma economia mundial digitalizada e globalizada.”

-Publicidade-

O imposto será cobrado de empresas com receita acima de € 750 milhões.

Leia também: “OCDE projeta crescimento global de 5,7% da economia”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.