ONU pede volta de exportações de alimentos em portos da Ucrânia

País forneceu quase 15% das vendas globais de milho em 2021
-Publicidade-
Maior parte da exportação de grãos ocorre pelo mar
Maior parte da exportação de grãos ocorre pelo mar | Foto: Reproduçao/Ukrinform

A Organização das Nações Unidas pediu, na quinta-feira 5, que os portos da Ucrânia no Mar Negro sejam reabertos. O órgão alega que as exportações de trigo e milho da região precisam voltar a acontecer, uma vez que muitos países pobres dependem desses produtos.

De acordo com o Programa Mundial de Alimentos (PMA) da ONU, quase todas as exportações de grãos do país antes invasão russa passaram pelos portos da Ucrânia no Mar Negro. Os preços do trigo e do milho, que já estavam altos por causa da pandemia, subiram 22% e 20%, respectivamente, desde o início do conflito, segundo o jornal Valor Econômico.

Apesar de terem passado por bombardeios pesados, o portos no sul do país precisam voltar a funcionar para “proteger a produção agrícola ucraniana e permitir exportações que são críticas para a economia da Ucrânia e a segurança alimentar global”, afirma o PMA.

-Publicidade-

Segundo a agência da ONU, o Iêmen, por exemplo, importa mais da metade de seu consumo de trigo da Rússia e da Ucrânia. O país é um dos mais pobres do planeta e está sendo devastado por uma guerra que se arrasta há anos.

Em 2021, a Ucrânia foi responsável por quase 15% das exportações globais de milho e cerca de 10% do mercado internacional de trigo, conforme os dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.