Opositor é barrado de participar da eleição presidencial na Bielorrússia

Victor Babariko, o principal opositor do presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, teve a sua candidatura barrada para a eleição presidencial
-Publicidade-
Alexander Lukashenko ao centro | Foto: Mil.ru/Wikimedia
Alexander Lukashenko ao centro | Foto: Mil.ru/Wikimedia | Bielorrússia

O presidente Alexander Lukashenko busca conquistar o sexto mandato; Victor Babariko está preso e teve a candidatura vetada pela Comissão Eleitoral da Bielorrússia

Bielorrússia
Alexander Lukashenko ao centro | Foto: Mil.ru/Wikimedia

Victor Babariko, o principal opositor do presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, teve a sua candidatura barrada para a eleição presidencial do próximo mês. Lukashenko está na presidencia da ex-república soviética desde 1994.

-Publicidade-

A decisão foi tomada pela Comissão Eleitoral do país nesta terça-feira. Um porta-voz de Victor Babariko confirmou a decisão para a televisão europeia Euronews.

Babariko está detido desde o dia 18 de junho, quando uma operação prendeu dezenas de opositores. Ele foi acusado de fraude e de peculado, está em um centro de detenção do serviço secreto do país (KGB) em Minsk, a capital.

Marina Kolesnikova, que participa da campanha de Babariko, afirmou: “Nós ainda esperamos um documento oficial negando o direito no nosso candidato, a acusação contra ela é completamente absurda e sem fundamento”.

Ela encorajou que os bielorrussos participem das eleições e que votem em qualquer candidato democrático. Lukashenko busca inesperadamente a reeleição para o seu sexto mandato.

Há quinze dias, um outro candidato opositor competitivo, Valery Tsepkalo, também teve analogamente a sua candidatura barrada pela Comissão Eleitoral da Bielorrússia.

A última ditadura da Europa

Localizada na Europa Oriental, a Bielorrússia é uma ex-república soviética com pouco mais de 9 milhões de habitantes. Os países da Europa Ocidental consideram Lukashenko o último ditador do continente.

Antes de assumir a presidência do país recém-independente, o presidente foi chefe de uma fazenda coletiva no período que o país fazia parte da União Soviética.

Marcada para o dia 9 de agosto, a eleição deste ano é a primeira em que era esperado que Lukashenko enfrentasse alguma oposição. O governo tolera alguma oposição no país, mas em número pequeno e sobre forte vigilância.

Conforme já noticiado por Oeste, o presidente acusou a Polônia e a Rússia de tentativa de manipulação na eleição. Isso causou uma crise entre a Bielorrússia e a Rússia, países que sempre tiveram uma forte aliança.

Em razão da crise econômica, o governo de Putin acabou certamente cortando parte dos subsídios ao governo de Lukashenko. Victor Babariko foi presidente da Belgazprombank, a unidade regional da Gazprombank, um dos maiores bancos da Rússia.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.