Países estão revendo impostos durante a pandemia, diz estudo

A Alemanha, por exemplo, adiou a cobrança de tributos atrasados.
-Publicidade-

Levantamento sobre medidas tributárias do mundo relacionadas ao coronavírus foi feito por pesquisadores do Insper

imposto
Foto: Steve Buissinne/Pixabay
-Publicidade-

De acordo com um levantamento feito pelo Núcleo de Tributação do Centro de Regulação e Democracia do Insper, a pandemia do coronavírus fez com que 43 países lançassem medidas tributárias para conter os impactos econômicos.

Das 166 medidas adotadas, 39,8% são relacionadas ao imposto de renda e 36,7% sobre impostos de consumo. A Alemanha decidiu adiar qualquer medida de cobrança de impostos atrasados até o final do ano.

Metade das medidas anunciadas versa sobre adiar o pagamento dos tributos. Em segundo lugar, com 15,7%, estão reduções da carga tributária. Como exemplo, a Noruega baixou de 12% para 7% a alíquota de imposto cobrado no transporte público, parques de diversão, hotéis, museus e cinemas.

A pesquisa foi realizada pelos pesquisadores Breno Vasconcelos, Lorreine Messias, Thais Shingai e Letícia Sugahara, com a supervisão de Vanessa Canado.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site