Países nórdicos apoiam adesão da Finlândia e da Suécia à Otan

Noruega, Dinamarca e Islândia anunciaram que usarão ‘todos os meios necessários’ para defender Helsinki e Estocolmo
-Publicidade-
As bandeiras dos países nórdicos, da esquerda para a direita: Finlândia, Dinamarca, Islândia, Noruega e Suécia
As bandeiras dos países nórdicos, da esquerda para a direita: Finlândia, Dinamarca, Islândia, Noruega e Suécia | Foto: Reprodução

Noruega, Dinamarca e Islândia apoiam fortemente a adesão da Finlândia e da Suécia à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), disse, nesta segunda-feira, 16, o primeiro-ministro norueguês, Jonas Gahr Støre.

O premiê dinamarquês, Mette Frederiksen, seguiu na mesma linha. “Se a Finlândia e a Suécia forem vítimas de agressão antes de se tornar membros da Otan, nosso país usará os meios necessários para ajudá-los”, ressaltou.

Mas o apoio transcende a Escandinávia. A ministra das Relações Exteriores do Canadá, Melanie Joly, disse que seu país é favorável ao ingresso de Helsinki e Estocolmo à aliança militar ocidental. “Nosso país não apenas aprova a adesão; diria que somos a favor de uma rápida adesão”, salientou.

-Publicidade-

O presidente da França, Emmanuel Macron, também manifestou apoio à adesão de finlandeses e suecos à Otan.

Erdogan em cena

Os planos da Finlândia e da Suécia de aderirem à aliança não foram bem recebidos pela Turquia. Isso porque o presidente Recep Tayyip Erdogan qualifica como “terroristas” os integrantes da Otan, especialmente o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), organização que luta contra Ankara.

“Acompanhamos de perto os acontecimentos na Suécia e na Finlândia; não podemos vê-los positivamente”, disse Erdogan, na sexta-feira 13. No domingo 16, os representantes turcos apresentaram suas condições para não barrar o ingresso de Helsinki e Estocolmo na aliança: esses países têm de suspender o apoio aos “militantes curdos” presentes em seu território e precisam voltar a comercializar armamentos com Ankara.

“Estou confiante de que seremos capazes de abordar as preocupações expressadas pela Turquia — sem comprometer o ingresso da Finlândia e da Suécia”, afirmou o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Para os que não entenderam na História, quem sabe um pouco de presente? >> https://revistaoeste.com/politica/a-festa-burguesa-do-candidato-dos-pobres/

  2. Estou tentando entender pq de repente alguns países estão querendo agora aderir à Otan? Até pouco tempo atrás, mal se ouvia falar ainda da Otan. Agora parece q é mto importante. Não aprovo o governo russo, sou contra ditaduras, mas parece q realmente querem “fabricar” uma guerra.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.