Papa Francisco minimiza pecados sexuais fora do casamento: ‘Não são tão graves’

Líder da Igreja Católica esclareceu renúncia de um arcebispo acusado de ir para a cama com uma mulher
-Publicidade-
Sua Santidade se envolveu em mais uma polêmica
Sua Santidade se envolveu em mais uma polêmica | Foto: Divulgação/Vatican News

O papa Francisco causou polêmica ao dizer o que pensa sobre o sexo fora do casamento. Segundo ele, “os pecados da carne não são os mais graves”, e sim o orgulho e o ódio. A declaração foi concedida durante uma entrevista coletiva.

A fala do líder da Igreja Católica ocorreu depois da renúncia de um dos arcebispos de Paris, acusado de se envolver com uma mulher no início do mês. A informação é da agência de notícias Reuters, publicada nesta quinta-feira, 9.

Envolto em denúncias, o religioso francês chamado Michel Aupetit, de 70 anos, negou ter ido para a cama com a mulher — o comportamento quebra a promessa de celibato a qual os padres precisam se submeter.

-Publicidade-

“Foi uma falha contra o sexto mandamento de não cometer adultério, mas não total, de pequenas carícias, massagem feita à sua secretária. Essa é a acusação”, minimizou o papa Francisco, sobre as supostas ações de Michel.

Segundo Sua Santidade, “há um pecado aí, mas não do pior tipo”. O papa disse que aceitou a renúncia de Aupetit não porque havia pecado, mas porque os rumores eram muito prejudiciais. “Ele foi condenado pela opinião pública”.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.