Passaporte da vacina: ‘Não precisamos dessas medidas’, diz premiê da Bélgica

'A solução nunca pode ser organizar a nossa vida com passes', destacou em entrevista
-Publicidade-
Primeiro-ministro da Bélgica diz que comprovantes valem para grandes eventos, mas por pouco tempo | Foto: Alexander De Croo/Flickr
Primeiro-ministro da Bélgica diz que comprovantes valem para grandes eventos, mas por pouco tempo | Foto: Alexander De Croo/Flickr

O primeiro-ministro da Bélgica, Alexander De Croo, disse que é desnecessária a exigência de um certificado sanitário no país para ter acesso à maioria dos estabelecimentos públicos. A medida está sendo adotada em outros países da Europa.

Leia mais: “Teatros da Broadway exigirão máscara e comprovante de vacinação”

“A solução nunca pode ser organizar a nossa vida com passes. O nosso índice de vacinação é muito maior que o da França. Não precisamos dessas medidas”, declarou o político em entrevista ao jornal francês La Dernière Heure. O premiê destacou que o certificado “faz sentido” para grandes eventos, mas considera que “deve ser temporário, apenas até setembro”, completou.

-Publicidade-

Mais de 69% da população belga recebeu pelo menos uma dose da vacina contra o coronavírus e 57,5% estão com a imunização completa.

 

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro