Pedidos de auxílio-desemprego voltam a subir nos Estados Unidos

Números indicam que a população está receosa com o aumento de casos de covid-19 no país
-Publicidade-
Economia dos Estados Unidos ainda não superou a covid-19
Economia dos Estados Unidos ainda não superou a covid-19 | Foto: Reprodução/Unsplash

O número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos aumentou para 419 mil na semana passada, indicando que a população está receosa com o recente aumento de casos de covid-19 no país. Segundo levantamento do Departamento do Trabalho, 51 mil novos cidadãos solicitaram o benefício ao governo norte-americano.

Apesar do aumento de solicitações do auxílio-desemprego registrado na semana passada, os novos pedidos do benefício mostram tendência de baixa em 2021, refletindo em grande parte a melhora da economia do país. Conforme noticiou Oeste, os Estados Unidos criaram 850 mil empregos em junho — o maior número em dez meses.

Mais de 20 Estados anunciaram planos para encerrar, em julho, os benefícios semanais de US$ 300, embora a data de sua expiração oficial seja 6 de setembro. Os governadores argumentam que a concessão dos benefícios desencorajou os trabalhadores a retornar ao trabalho e levou à escassez de mão de obra.

-Publicidade-

Com informações do jornal The Wall Street Journal

Leia também: “Vagas de emprego nos EUA batem novo recorde”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro