Pentágono sobe para 2 número de membros do Estado Islâmico-k mortos em ataque dos EUA

Terceiro integrante do grupo ficou ferido e conseguiu fugir
-Publicidade-
Não há registro de civis mortos durante a ação militar dos EUA
Não há registro de civis mortos durante a ação militar dos EUA | Foto: Reprodução/Flickr

O Pentágono aumentou para dois a quantidade de membros do Estado Islâmico-k (EI-k) mortos na ofensiva norte-americana contra terroristas do grupo. Segundo informaram militares dos EUA neste sábado, 28, ambos planejaram e executaram o atentado suicida do lado de fora do aeroporto da capital do Afeganistão, Cabul — 169 afegãos e 13 soldados dos EUA foram à óbito no local, noticiou a Revista Oeste.

Na manhã de hoje, a Casa Branca anunciou que um integrante do ajuntamento de radicais havia morrido durante o contra-ataque dos EUA na província de Nangarhar, localizada na fronteira com o Paquistão, enquanto outro escapou, ferido. O Poder Executivo autorizou o uso de drones na operação que bombardearam a região. Segundo agências de notícias, não há registros de civis mortos em meio ao ato de retaliação dos norte-americanos.

Estado Islâmico-Khorasan

-Publicidade-

Meses depois de o Estado Islâmico (EI) declarar um califado no Iraque e na Síria, em 2014, combatentes que saíram do talibã paquistanês se uniram aos militantes no Afeganistão para formar um braço regional. Juraram lealdade ao líder do EI, Abu Bakr al Baghdadi. O grupo foi reconhecido formalmente pelo comando central do EI no ano seguinte à sua instalação no nordeste do Afeganistão, nas províncias de Kunar, de Nangarhar e do Nuristão.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.