Revista Oeste - Eleições 2022

Pesquisadores descobrem molécula que pode substituir atividade física

Estudo feito em ratos de laboratório também promete reduzir a fome
-Publicidade-
Os pesquisadores também encontraram o lac-phe nos seres humanos e em cavalos de corrida
Os pesquisadores também encontraram o lac-phe nos seres humanos e em cavalos de corrida | Foto: Flickr

A maior parte da população sonha em ter um corpo saudável, mas sem fazer todo aquele esforço que a atividade física requer. Foi exatamente nisso que uma equipe de pesquisadores estava pensando ao identificar uma molécula capaz de substituir os exercícios físicos.

A pesquisa publicada na quarta-feira 15 pertence às universidades de Baylor College of Medicine e Stanford School of Medicine, nos Estados Unidos, e descobriu uma substância no sangue humano que é produzida durante a atividade física. Ao aplicar essa molécula em ratos de laboratório, os animais apresentaram melhoras no metabolismo. Regulando, assim, a fome e o peso corporal.

Os pesquisadores analisaram as moléculas presentes no sangue dos ratos que foram submetidos a intensas atividades físicas. No sangue dos animais foi encontrada uma grande quantidade de lac-phe, substância que traz a sensação de queimação muscular durante o exercício físico.

-Publicidade-

Depois, os cientistas aplicaram altas doses dessa molécula em outros ratos, que estavam obesos, devido a uma dieta rica em gordura. De acordo com o estudo, em pouco tempo, os animais começaram a se alimentar em menor quantidade e houve redução no nível de gordura e de peso corporal. Contudo, quando a molécula foi suprimida por métodos genéticos, os ratos aumentaram excessivamente a ingestão de alimentos. O peso corporal também aumentou.

No ser humano

Os pesquisadores também encontraram o lac-phe nos seres humanos e em cavalos de corrida. Em particular, no ser humano, a molécula parece se expandir à medida que os exercícios físicos são praticados com maior intensidade. O estudo sugere que a substância pode regular a fome, melhorar o condicionamento físico e o metabolismo.

“Agora, queremos entender como o lac-phe funciona”, disse Yong Xu, coautor do estudo. “Muita gente, inclusive os idosos, pode se beneficiar ao ingerir a substância. Ela pode ajudar a retardar a osteoporose, prevenir doenças cardíacas ou outras condições.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. “A maior parte da população sonha em ter um corpo saldável…”
    É isso mesmo, redação? Penso que a maioria quer um corpo saudável.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.