Polícia do Haiti mata quatro e prende dois envolvidos no assassinato do presidente

A agora ex-primeira-dama do país está internada nos Estados Unidos
-Publicidade-
O presidente assassinado do Haiti Jovenel Moïse, quando tomou posse, em 2017 | Foto: Divulgação/Flickr
O presidente assassinado do Haiti Jovenel Moïse, quando tomou posse, em 2017 | Foto: Divulgação/Flickr

O porta-voz da polícia do Haiti, Léon Charles, informou ontem que quatro participantes do assassinato do presidente do país, Jovenel Moïse, foram mortos e outros dois, presos. Além disso, três agentes que haviam sido capturados pelos criminosos já estão em liberdade.

-Publicidade-

Moise foi morto a tiros em sua casa, na capital Porto Príncipe, na madrugada da quarta-feira 7. A agora ex-primeira-dama Martine Moïse ficou gravemente ferida no atentado e levada aos Estados Unidos, onde está internada em estado grave, porém estável.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site