Política energética de Merkel foi um desastre, diz ministro da Agricultura da Alemanha

Segundo Cem Özdemir, a administração de Olaf Scholz ‘herdou uma situação catastrófica’ da ex-chanceler
-Publicidade-
Cem Özdemir fez críticas a Merkel
Cem Özdemir fez críticas a Merkel | Foto: Stephan Röhl/Flickr

O ministro da Agricultura da Alemanha, Cem Özdemir, criticou no domingo 17 as políticas energéticas do governo da ex-chanceler federal Angela Merkel, classificando-as como “um desastre”. Em pronunciamento realizado em uma feira comercial de Munique, Özdemir disse que a administração de Olaf Scholz “herdou uma situação catastrófica” no setor ambiental.

“Não achava que fosse uma boa ideia obtermos 60% do gás natural de um criminoso chamado Vladimir Putin”, disse o ministro, referindo-se ao presidente da Rússia.

Segundo Özdemir, a atual coalizão de governo, formada pelos partidos Social-Democrata, Liberal Democrático e Verde, deve continuar a reduzir a “dependência quase criminosa em relação aos criminosos do mundo”. “Não quero que Putin determine se teremos energia suficiente ou não”, disse o ministro da Agricultura da Alemanha.

-Publicidade-

Até o início da invasão da Ucrânia pela Rússia, a Alemanha dependia do Kremlin para suprir grande parte de sua demanda por petróleo, gás natural e carvão, apesar da oposição dos Estados Unidos e de outros países europeus.

Na época em que era a chanceler, Merkel insistiu no plano de construir um segundo gasoduto de gás natural, o Nord Stream 2, entre a Rússia e o norte da Alemanha. A licença de operação foi rejeitada depois de Moscou atacar Kiev.

De lá para cá, a maior economia da Europa tem tentado diminuir a dependência do petróleo e do gás russos, a fim de aumentar sua segurança energética, mas também em virtude das sanções ocidentais impostas a Moscou.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

14 comentários Ver comentários

  1. O fundador do principal think tank americano STRATFOR, George Friedman, declarou em 4 de fevereiro de 2015 que os EUA tentam impedir a cooperação germano-russa por qualquer meio necessário há mais de 100 anos.

    Se quiserem assistir ao vídeo (13 minutos):

    STRATFOR: O principal objetivo dos EUA por um século foi impedir a aliança entre Rússia e Alemanha
    http://www.youtube.com/watch?v=gcj8xN2UDKc

  2. A situação da imprensa mundial ocidental é VEXATÓRIA PESSOAL!!
    Não é só no BRASIL…
    Meus conhecidos da Itália estão pedindo informações sobra seu país para mim…
    Em Bergamo…não sai nenhuma noticia da Guerra.. nenhuma noticia da SECA que está colocando em risco a segurança alimentar italiana…do gás então ..não falam absolutamente nada.
    PEDIRAM INFORMAÇÃO sobre o quê realmente esta ocorrendo.
    O OCIDENTE FALIU MORALMENTE!

    1. o Debaclê ocidental teve sua coroação na gigantesca e despudorada FRAUDE nas eleições Norte Americanas.
      Foi o ápice da falencia moral Europeia e Norte Americana..
      LEIAM GUZZO!
      GUZZO foi de uma perfeição inigualável no seu último editorial

    2. Alertando a revista OESTE.
      Já dei curtir várias vezes no GUZZO e sempre desaparece….meus curtis..DESAPARECEM e preciso renovar todos os dias praticamente;
      APUREM!

  3. Parabéns, Donald Trump. O melhor presidente americano em décadas!
    Ele acertou na mosca quando alertou a Alemanha sobre o suicídio econômico de sua ridícula e estúpida matriz energética verdinha e cheirosinha (como se existisse algum tipo de energia não poluente).
    Mas, com absoluta certeza, a Alemanha, sob comando de sua agente globalista Merkel, sabia disso mas tinha q obedecer aos ditames comunoglobalistas da Nova Ordem Mundial, a mesma q aniquilou o Sri Lanka, a 1ª experiência completa da NOM.

    Agora, amargam a desgraça, talvez sem retorno, de verem o fim da bela e secular cultura teutônica em troca de um esgoto pseudocultural maligno.

    Q sirva de lição para o Brasil e o mundo. Não existe opção no comunismo. E digo isso pq o comunismo é a mais terrível invenção globalista, pois são os manipuladores globalistas q criaram o horror comunista.

    Veja q cada denominação defende a mesma coisa sob disfarces diferentes. O comunismo é filho subserviente do globalismo e em todos os lugares os povos vêem a mesma tragédia.

  4. Esse cara é uma múmia paralítica.

    Na Eurásia, a Guerra dos Corredores Econômicos está em pleno andamento

    A Guerra dos Corredores Econômicos agora está avançando a toda velocidade, com o primeiro fluxo de carga de mercadorias da Rússia para a Índia através do Corredor Internacional de Transporte Norte Sul (INSTC) já em vigor.

    Muito poucos, tanto no leste quanto no oeste, estão cientes de como isso está sendo feito há muito tempo: o acordo Rússia-Irã-Índia para implementar uma rota comercial euro-asiática mais curta e mais barata através do Mar Cáspio (em comparação com o Canal de Suez) , foi assinado pela primeira vez em 2000, na era pré-11 de setembro.

    O INSTC em modo operacional completo sinaliza uma poderosa marca da integração eurasiana – ao lado da Iniciativa do Cinturão e Rota (BRI), a Organização de Cooperação de Xangai (SCO), a União Econômica da Eurásia (EAEU) e, por último, mas não menos importante, o que descrevi como “Pipelineistan” há duas décadas.

    Cáspio é fundamental

    Vamos dar uma primeira olhada em como esses vetores estão interagindo.

    A gênese da atual aceleração está na recente visita do presidente russo Vladimir Putin a Ashgabat, capital do Turcomenistão, para a 6ª Cúpula do Cáspio. Este evento não apenas trouxe a parceria estratégica Rússia-Irã em evolução para um nível mais profundo, mas crucialmente, todos os cinco estados litorâneos do Mar Cáspio concordaram que nenhum navio de guerra ou base da OTAN será permitido no local.

    Isso configura essencialmente o Cáspio como um lago virtual russo e, em menor sentido, iraniano – sem comprometer os interesses dos três “stans”, Azerbaijão, Cazaquistão e Turcomenistão. Para todos os efeitos práticos, Moscou apertou um pouco seu controle sobre a Ásia Central.

    Como o Mar Cáspio está ligado ao Mar Negro por canais ao largo do Volga construídos pela ex-URSS, Moscou sempre pode contar com uma marinha de reserva de pequenas embarcações – invariavelmente equipadas com poderosos mísseis – que podem ser transferidas para o Mar Negro em pouco tempo se necessário.

    Os laços comerciais e financeiros mais fortes com o Irã agora prosseguem em conjunto com a vinculação dos três “stans” à matriz russa. A república rica em gás do Turcomenistão, por sua vez, tem sido historicamente idiossincrática – além de comprometer a maior parte de suas exportações para a China.

    Sob um novo líder indiscutivelmente mais pragmático, o presidente Serdar Berdimuhamedow, Ashgabat pode eventualmente optar por se tornar um membro da SCO e/ou da EAEU.

    O estado litorâneo do Cáspio, Azerbaijão, por outro lado, apresenta um caso complexo: um produtor de petróleo e gás visado pela União Europeia (UE) para se tornar um fornecedor alternativo de energia russa– embora isso não aconteça tão cedo.

    https://thecradle.co/Article/Columns/13087

  5. Mas com os melancias ecoterroristas que ocupam seu governo, como a Alemanha vai produzir ou comprar energia? Vento estocado da Dilma?

    Sem gás russo vcs afundam na guerra civil – não seja imbecil.

  6. A Rússia herdou da URSS o melhor serviço de espionagem do mundo, capaz de colocar em outro país seus agentes nos mais altos cargos do governo. Ou até colocar um agente
    no mais alto cargo.

  7. Merkel ou merdel?
    Agora a Alemanha verdinha vai de carvão e a frança de energia nuclear até acontecer algum acidente.
    Onde estão os defensores de meio ambiente, ESG, … lacradores como greta, di caprio, lula, moro, biden, trundeau do canadá, …?
    Parece que a Rússia está detonando a Europa e os EUA. Biden passou até a pedir clemência para a Venezuela por um pouco de Petróleo

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.