-Publicidade-

Pompeo quer regras mais rígidas para empresas chinesas de capital aberto

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, alertou investidores norte-americanos sobre práticas "fraudulentas" de contabilidade feitas por empresas chinesas

Secretário de Estado quer que bolsas de valores de todo o mundo sigam o exemplo da Nasdaq; tensão está cada vez mais alta entre os EUA e a China

Pompeo - investidores - empresas - chinesas
O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo | Foto: Gage Skidmore/Wikimedia

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, alertou investidores norte-americanos sobre práticas “fraudulentas” de contabilidade feitas por empresas chinesas.

A decisão da Nasdaq, a bolsa de Nova York especializada em empresas de tecnologia, que impôs regras companhias sediadas na China, deve servir de exemplo para outras bolsas de valores em todo o mundo, afirma Pompeo.

Veja também: “Depois de ataques, Trump sugere cortar relações com a China”

Essa atitude representa o último ponto de tensão entre Washington e Pequim, que estão vendo uma escalada nas provocações nos últimos dias em função da crise do coronavírus e da repressão feita pelos chineses em Hong Kong.

Nasdaq

A decisão da Nasdaq de aumentar a fiscalização sobre as empresas chinesas aconteceu após a descoberta que a rede de cafeterias chinesas Luckin Coffee, que realizou o IPO em 2019, inventou números de investimentos, enganando investidores norte-americanos.

“A verdadeira questão é a falta de transparência e a falta de informações para os investidores norte-americanos”, afirmou Keith Krach, subsecretário de Crescimento Econômico, Energia, e Meio-Ambiente do Departamento de Estado dos EUA.

Mais: “Um dos líderes dos protestos em Hong Kong fala a Oeste”

“Nenhum país tem o direito de mentir para os investidores norte-americanos com o objetivo de criar uma vantagem indevida, especialmente quando está operando no mercado dos EUA”, concluiu Krach.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Envie-nos a sua opinião, sugestão ou crítica! Fale conosco
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês