Rússia decide reduzir ataques depois de Ucrânia propor neutralidade

Anúncio foi feito pelo vice-ministro da Defesa russo, Alexander Fomin
-Publicidade-
As conversas entre os dois países durou cerca de três horas
As conversas entre os dois países durou cerca de três horas | Foto: Divulgação/Consulado da Rússia

Um acordo para o fim do conflito entre Rússia e Ucrânia pode estar próximo. Nesta terça-feira, 29, o vice-ministro da Defesa russo, Alexander Fomin, declarou que as tropas do país vão recuar e reduzir ataques a Kiev, capital da Ucrânia, e Chernihiv, ao norte.

“No sentido de fortalecer a confiança mútua e criar condições necessárias para negociações futuras e alcançar o objetivo final de assinar um acordo, tomamos a decisão de reduzir radicalmente e por uma ampla margem as atividades militares nas direções de Kiev e Chernihiv”, disse Fomin.

O vice-ministro disse também que Moscou vai revelar mais detalhes da decisão e das negociações depois que a delegação russa retornar ao país.

-Publicidade-

O anúncio foi feito após o fim da mais recente nova rodada de negociações que Rússia e Ucrânia realizaram nesta manhã, em Istambul, na Turquia, para tentar pôr fim aos ataques russos ao território ucraniano, que já duram mais de um mês.

Ucrânia pode adotar “neutralidade”

No encontro, a Ucrânia propôs adotar a neutralidade, segundo informaram membros da delegação na saída da reunião. O status neutro significa que o país não pode fazer parte de alianças militares, como a Organização do Tratado do Atlântico Norte, nem hospedar bases militares em seu território. Em troca, Kiev pediu garantias de segurança, disseram negociadores ucranianos.

Os negociadores divulgarão ainda nesta terça-feira um documento comum com as conclusões do encontro. Reunidas em Istambul, na Turquia, as delegações dos dois países debateram nesta manhã os dois principais pontos impostos pelos ucranianos: garantias de segurança e a organização de um cessar-fogo por questões humanitárias.

Os negociadores foram recebidos pelo presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, que pediu o fim imediato da guerra.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários Ver comentários

  1. O tiririca ucraniano apostou todas suas fichas acreditando que o resto do mundo iria se envolver diretamente na briga. Errou feio. Os caras só se aproveitaram da situação assistindo o conflito de camarote.

  2. DEPOIS DE TER DEVASTADO O PAIS TODO, FORA A EMIGRAÇÃO MASSIVA, E FICAR ENDIVIDADO EM BILHÕES DE DÓLARES EM ARMAS, TOMOU-SE A DESCISÃO , PQ NÃO A FEZ ANTES?? É O CUMULO DA BURRICE….

  3. Ótima notícia. E vejam no que dá colocar um comediante de presidente, uma pessoa desqualificada que serviu de fantoche dos europeus e americanos. A Russia “vencerá” essa guerra porque conseguirá a neutralidade e ainda levará parte do território Ucraniano. Os EUA “vencerão” juntos pois conseguiram dividir o comércio de gás do Russos e vão lucrar bilhões de $$, fora a venda das armas. Quem paga o preço dessa guerra são os civis ucranianos, os velhos, crianças ….. indefesos. Pagaram com suas vidas. Precisava disso? Se houvesse um líder de verdade na Ucrânia, teria aceitado a neutralidade a 35 dias atrás e nada disso teria acontecido

  4. Muito bom, agora que as luzes se acenderam quem sabe os povos reflitam sobre a insanidade da nova ordem que estão “obrigando” a humanidade a se submeter!

  5. Ótimo, o fim da guerra, é o que todos querem, principalmente, os civis que não tem nada com os problemas pessoais entre os dois presidentes. Fora a omissão da UE e ONU, que deveriam ter evitado a guerra, além do comediante ucraniano, que fingiu não conhecer o poderio militar russo.

    1. Só estão esperando por você, cowboy, para ajudar os ucranianos a acabar com os russos, você com seus dois Colt’s enferrujados vai fazer um estrago formidável como nos filmes de Hollywood. Quanto a tomar o leitinho quente e lavar louça, não transfira para mim o que a sua patroa manda você fazer todos os dias, depois da missa. kkkkkk…

      1. Fala menino malvado! Já fumou o seu charuto hoje, seu comuna? Vá lavar louça, limpar a sala e beba logo o seu leitinho quente, ok? É, eu vou até Deus, enquanto vc. serve ao Diabo. Chegará o dia que vc. sentará no colinho dele, lol. continue respondendo, palhaço, vc. me faz rir muito. 🙂

    2. O “comediante” não fugiu da guerra, não se acovardou, , está liderando seu povo e seu exército. Os russos não conseguem avançar e não tem motivação para lutar, ao contrário dos ucranianos. Estão atolados e procurando uma saída menos desonrosa. Putim não deve durar muito tempo no poder.

      1. Pura ilusão… O “comediante” só acreditou que o mundo o defenderia. Lembre-se que os maiores enxadristas do mundo e também os maiores espiões do mundo foram (e são) russos… um passo de cada vez.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.