Portugal autoriza entrada de brasileiros vacinados, mas CoronaVac fica de fora

Janssen, AstraZeneca, Moderna e Pfizer têm autorização
-Publicidade-
A autorização foi concedida no sábado 18
A autorização foi concedida no sábado 18 | Foto: Adriana Toffetti/A7 Press/Estadão Conteúdo

Os certificados de vacinação e recuperação da covid-19 emitidos por outros países passaram a ser reconhecidos em Portugal. A CoronaVac, a segunda mais usada no Brasil, está fora desse rol de permissões. A autorização foi concedida no sábado 18. Com a medida, até 30 de setembro passa a ser permitida a entrada naquele país, “para efeitos de viagens não essenciais, sob reserva de confirmação de reciprocidade de cidadãos detentores de certificados.”

Em linhas gerais, a medida significa que deixa de ser obrigatória a apresentação de testes negativos apenas na chegada de turistas aos aeroportos portugueses. O Brasil e os Estados Unidos estão na lista, mas a autorização vale apenas para as vacinas reconhecidas pela Agência Europeia do Medicamento da União Europeia: Janssen, AstraZeneca, Moderna e Pfizer. No caso brasileiro, a CoronaVac não foi autorizada pelo órgão de controle sanitário europeu.

Leia também: “Precisamos falar sobre a CoronaVac”, reportagem publicada na Edição 67 da Revista Oeste

-Publicidade-
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.