Preço dos alimentos cai na China

Dados publicados nesta quarta-feira, 10, também revelam que a produção industrial chinesa está aquecida
-Publicidade-
Meta para a inflação chinesa em 2021 foi estabelecida em 3%
Meta para a inflação chinesa em 2021 foi estabelecida em 3% | Foto: Reprodução/Xinhua

Em fevereiro, o preço dos alimentos teve queda média de 0,2% na China, quando a comparação é feita com os resultados desse mês em 2020. De acordo com o Departamento Nacional de Estatísticas do país asiático, o índice de preços ao consumidor, que também inclui produtos não relacionados a alimentação, apresentou aumento de 0,05% no mesmo período. Segundo a Xinhua, agência de notícias vinculada ao governo local, a meta para a inflação chinesa em 2021 foi estabelecida em 3%.

Leia também: “Número de bilionários dispara na China durante a pandemia”

Os dados foram publicados nesta quarta-feira, 10, e também revelam que a produção industrial chinesa está aquecida. O índice de preços ao produtor da China, que mede os custos dos bens à porta da fábrica, teve alta de 1,7% em fevereiro — em comparação com os valores praticados 12 meses atrás. Em janeiro, o mesmo índice ficou em 0,3%.

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site