Presidente da Argentina ataca a Justiça brasileira

Alberto Fernández também alfinetou Bolsonaro
-Publicidade-
Alberto Fernández afirma que Lula é perseguido pelo Judiciário
Alberto Fernández afirma que Lula é perseguido pelo Judiciário | Foto: Joka Madruga/PT

Ao participar de evento em comemoração do aniversário do PT, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, mirou a artilharia na Justiça brasileira por condenar Lula. Segundo ele, o petista é inocente. Além disso, o peronista atacou a “direita” por supostamente desrespeitar as pessoas. “Essas coisas que animam a direita não são as que animam o progressismo. Nós valorizamos a liberdade humana, os direitos dos homens e das mulheres. E a última coisa que queremos é que de algum modo esses direitos se percam”, declarou Fernández, em vídeo transmitido na terça-feira 23.

“Lawfare, esse maldito mecanismo que atingiu o Brasil e outros lugares do continente e tem servido para que a imprensa e a Justiça se liguem basicamente para perseguir opositores do regime político de momento”, acrescentou Fernández, ao alfinetar o ex-ministro Sergio Moro, sugerindo que o então juiz sentenciou Lula com parcialidade. “[A prisão do ex-presidente foi] uma causa construída por um juiz que andou circulando por todo o continente mostrando-se como paladino da luta contra a corrupção e terminou sendo ministro da Justiça do atual governo do Brasil.”

-Publicidade-

Leia também: “O populismo pobre da Argentina”, artigo publicado na Edição 30 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.