Presidente da CUT vai à Argentina para construir ‘unidade’ entre sindicatos

Sérgio Nobre afirmou que a democracia está 'fragilizada'
-Publicidade-
Presidente da CUT quer aliança com argentinos
Presidente da CUT quer aliança com argentinos | Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sérgio Nobre, está em Buenos Aires para tratar de alianças com sindicatos daquele país. “É imprescindível ampliar e fortalecer a unidade dos representantes dos trabalhadores”, informou, em nota publicada no site da entidade.

Nobre também vai participar da comemoração dos 38 anos da redemocratização da Argentina e do Dia dos Direitos Humanos, que ocorrerá nesta sexta-feira, 10. Estarão no evento o presidente da Argentina, Alberto Fernández, a vice Cristina Kirchner e Lula. O festival será na Praça de Maio.

-Publicidade-

Segundo Nobre, seu objetivo é pavimentar, junto às centrais sindicais locais, a “construção de seminário sindical dos países da América Latina e Caribe”, que deverá ser realizado no início de 2022, na Venezuela. Em novembro passado, Nobre se reuniu, em Caracas, com sindicalistas chavistas.

“Um dos grandes desafios da classe trabalhadora e dos governos progressistas da América Latina é se unir, debater, trocar experiências e fazer intercâmbios para retomar a democracia, onde ela está fragilizada, como no Brasil”, afirmou o presidente da CUT. “Esse é caminho para o desenvolvimento”.

Lula e CUT na Argentina

Conforme noticiou a Revista Oeste, o ex-presidente Lula está na Argentina para participar de um ato que celebra o fim do regime militar na Argentina. O convite foi feito por Alberto Fernández e encerrará o tour de Lula no exterior.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. Se a revista Oeste é uma revista que defende a Liberdade, ela deve ter o direito de se expressar sobre qualquer tema, de abordar qualquer assunto.

  2. Um presidente de uma central sindical brasileira vai à Argentina fazer conchavo com sindicatos locais.
    Se isso não é jogar contra seu próprio país o que é?

      1. E você é sempre o primeiro a ler, não é? Vamos deixar de hipocrisia, Torres.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.