Primeira mulher entra na elite das forças especiais da marinha americana

A militar passou por quase 40 semanas de testes duríssimos
-Publicidade-
Combatente SWCC da Marinha dos EUA em ação na Grécia. Imagem: divulgação US Navy

A marinha dos EUA aprovou a primeira mulher a se tornar uma SWCC, que reúne a elite das forças especiais americanas, e serve de apoio aos famosos Navy SEALS. Sua função principal é inserir comandos em frentes de batalha pelo mar e resgatá-los.

A candidata, cujo nome não foi revelado, passou por um treinamento duríssimo de quase 40 semanas, onde 65 por cento dos inscritos não consegue chegar ao fim do processo de seleção. O teste final é um evento de 3 dias em que o candidato deve correr durante 23 horas e nadar 8 quilômetros em situações desafiadores.

-Publicidade-

O fato de certa forma cumpre a profecia do filme de 1997, G I Jane, dirigido por Ridley Scott e estrelado por Demi Moore, que mostra a fictícia entrada da primeira mulher para os Navy Seals:

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. Discordo , desde que esteja capaz profissiinalmente , no contexto de Oesp . , torna-se uma excelente guerreira ! Para uma infiltração , e Recon , não tem melhor caracterização .O inimigo morde a isca !

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site