Primeiro-ministro da Suécia renuncia após derrota em moção de censura no Parlamento

Stefan Löfven anunciou a decisão nesta segunda-feira, 28
-Publicidade-
Stefan Löfven não é mais o primeiro-ministro da Suécia
Stefan Löfven não é mais o primeiro-ministro da Suécia | Foto: Reprodução/Flickr

O primeiro-ministro da Suécia, Stefan Löfven, renunciou ao cargo nesta segunda-feira, 28, uma semana após ter sido derrotado em moção de censura. Foi a primeira vez na história do país nórdico que isso ocorreu.

De acordo com a Constituição sueca, o premiê tinha uma semana para convocar novas eleições ou renunciar ao cargo e pedir que o presidente do Parlamento forme um novo governo. O líder social-democrata, que tinha até esta segunda-feira para anunciar a decisão, descartou convocar eleições antecipadas.

“A um ano das eleições previstas, levando-se em consideração a situação excepcional em que o país se encontra, com a pandemia e os desafios que isso representaria, eleição antecipada não é o melhor para a Suécia”, declarou Löfven, em entrevista coletiva.

-Publicidade-

Moção de desconfiança

Alguns países parlamentaristas adotam a moção de desconfiança quando a maioria do Parlamento entende que o governo em vigor não tem mais o apoio do Congresso.

Recentemente, o premiê optou pela suspensão do congelamento do preço dos aluguéis em imóveis novos. Contudo, a Suécia impõe leis intervencionistas sobre o preço de aluguéis, sob a justificativa de mantê-lo acessível à população local.

Ao suspender o congelamento, Löfven irritou os partidos à esquerda. Os intervencionistas temem que a desregulamentação leve a uma rápida alta nos aluguéis e “aumente o abismo entre os mais ricos e os mais pobres no país”.

Löfven foi o primeiro premiê da história da Suécia a sofrer a moção porque perdeu o apoio de partidos de esquerda que sustentavam sua coalizão.

Leia também: “De olho no 5G, China ameaça asfixiar a economia da Suécia”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site