Protestos contra Bolsonaro nos EUA foram organizados por grupo de Paula Lavigne

Manifestantes espalharam cartazes em edifícios próximo à sede da ONU
-Publicidade-
Grupo liderado por Paula Lavigne manifestou contra Bolsonaro
Grupo liderado por Paula Lavigne manifestou contra Bolsonaro | Foto: Reprodução/Mídias sociais

Os protestos contra o presidente Jair Bolsonaro em Nova Iorque foram organizados pelo grupo 342artes, liderado pela ex-atriz Paula Lavigne, esposa do cantor e compositor Caetano Veloso. Inicialmente, a informação foi divulgada pelo portal O Antagonista.

Os manifestantes espalharam cartazes em edifícios próximo à sede da Organização das Nações Unidas (ONU) e circularam nas ruas da cidade com um pequeno caminhão trazendo frases e imagens contra o presidente do Brasil.

Em um dos protestos, Bolsonaro foi chamado de genocida. “Há aproximadamente dez pessoas fazendo um escarcéu; estão fora de si”, rebateu o chefe do Executivo federal em vídeo publicado no Twitter. “A imprensa brasileira vai dizer que houve manifestação enorme contra mim em Nova Iorque; vocês estão vendo que não é verdade.”

-Publicidade-

Leia também: “Pacheco e Lira dizem que discurso de Bolsonaro na ONU não teve surpresas”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.