Ranking aponta as dez melhores cidades para se viver em 2022

Viena está no topo da lista ao lado de outras cinco cidades europeias; Canadá foi destaque, com três localidades
-Publicidade-
Ópera de Viena: cidade foi eleita a melhor do mundo para se viver em 2022
Ópera de Viena: cidade foi eleita a melhor do mundo para se viver em 2022 | Foto: Reprodução/Pixabay

O ranking anual das melhores cidades do mundo para se viver, divulgado nesta quarta-feira, 22, pela Economist Intelligence Unit (EIU), entidade parceira de The Economist, traz diferenças marcantes em relação à edição do ano passado e aponta Viena, na Áustria, como número um da lista.

O estudo avaliou 173 localidades em todo o mundo e analisou fatores como assistência médica, taxas de criminalidade, estabilidade política, infraestrutura e acesso a espaços verdes.

No geral, a Europa dominou a lista, com seis posições entre as 11 melhores. Copenhague, na Dinamarca, ficou em segundo lugar. Em terceiro lugar veio Zurique, na Suíça, o único país da Europa a ter duas cidades no ranking. Genebra ficou em sexto lugar,  Frankfurt, na Alemanha, em sétimo, e Amsterdã, na Holanda, em nono.

-Publicidade-

Na décima colocação houve empate entre Osaka, no Japão, e Melbourne, na Austrália. O quarto e o quinto lugares ficaram com as canadenses Calgary e Vancouver. Com Toronto na oitava posição, o Canadá foi o grande vencedor do índice, com três cidades na lista. 

Os autores do índice disseram que “as cidades que estavam no topo de nossos rankings antes da pandemia se recuperaram com sua estabilidade, boa infraestrutura e serviços, além de atividades de lazer agradáveis”.

A cidade que tinha liderado o ranking em 2021, Auckland, na Nova Zelândia, despencou para o 34º lugar. Outra cidade neozelandesa que estava na lista do ano ano passado, Wellington, também aparece mais neste ano. A Austrália, que em 2021 teve quatro cidades (Melbourne, Brisbane, Adelaide e Perth) entre as melhores, neste ano aparece com apenas uma e na décima posição.

Os autores do ranking também comentaram a ausência de Londres e Paris e a justificativa para sua ausência seria o excessivo aumento do custo de vida na duas metrópoles.

As últimas cidades do ranking – as menos habitáveis – são Damasco (Síria), Lagos (Nigéria) e Trípoli (Líbia), em razão de conflitos contínuos. Kiev, na Ucrânia, não foi analisada devido à guerra.

Dez melhores cidades de 2022
1. Viena (Áustria)
2. Copenhague (Dinamarca)
3. Zurique (Suíça)
4. Calgary (Canadá)
5. Vancouver (Canadá)
6. Genebra (Suíça)
7. Frankfurt (Alemanha)
8. Toronto (Canadá)
9. Amsterdã (Holanda)
10. Osaka (Japão) e Melbourne (Austrália) – empate

Dez melhores cidades em 2021
1. Auckland (Nova Zelândia)
2. Osaka (Japão)
3. Adelaide (Austrália)
4. Wellington (Nova Zelândia)
5. Tóquio (Japão)
6. Perth (Austrália)
7. Zurique (Suíça)
8. Genebra (Suíça)
9. Melbourne (Austrália)
10. Brisbane (Austrália)

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.