Reino Unido blinda estátua de Churchill contra manifestantes

Boris Johnson classificou como "absurdo" um possível ataque ao monumento
-Publicidade-
Foto: Pippa Fowles/ Nº 10 Downing Street
Foto: Pippa Fowles/ Nº 10 Downing Street

Boris Johnson classificou como “absurdo” um possível ataque ao monumento

Foto: Pippa Fowles/ Nº 10 Downing Street

Depois de ser pichada, a estátua do ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill em frente ao Parlamento, em Londres, foi coberta por tapumes no intuito de proteger o monumento.

-Publicidade-

Existe a expectativa de que novos protestos contra o racismo ocorram no fim de semana.

No domingo, 7, manifestantes haviam pichado a palavra “racista” na escultura de um dos líderes mais importantes para o fim da 2ª Guerra Mundial.

Ao comentar a questão, o primeiro-ministro do país, Boris Johnson, classificou o risco de um possível ataque à estátua como “absurdo” e “vergonhoso”.

Pelas redes sociais, Johnson disse nesta sexta-feira, 12: “Sim, às vezes ele expressava opiniões que eram e são inaceitáveis para nós hoje, mas ele era um herói e merece esse memorial”.

O premiê afirmou que não é possível tentar editar ou censurar o passado e que os protestos foram “sequestrados por extremistas”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.