Representante de Biden diz que carta de Bolsonaro é importante e espera ‘ações imediatas’

No documento, presidente reafirma compromisso do governo brasileiro em eliminar o desmatamento ilegal até 2030
-Publicidade-
Enviado especial para o Clima de Joe Biden, John Kerry | Foto: Chandler West/White House
Enviado especial para o Clima de Joe Biden, John Kerry | Foto: Chandler West/White House

O enviado especial da Casa Branca para o Clima, John Kerry, classificou como “importante” a carta em que o presidente Jair Bolsonaro reafirma o compromisso do governo brasileiro em eliminar o desmatamento ilegal até 2030. Pelas redes sociais, o representante de Joe Biden afirmou, no entanto, que espera “ações imediatas”.

O documento, que reforça metas e compromissos do Brasil em relação ao meio ambiente, foi enviada por Bolsonaro ao governo norte-americano para confirmar a participação dele na Cúpula de Líderes, que será promovida por Biden, por videoconferência, e discutirá temas ambientais.

-Publicidade-

Leia mais: “CPI da Covid: ‘Contra o acordão de cartas marcadas’, Eduardo Girão vai disputar presidência”

“Presidente Jair Bolsonaro, seu compromisso com a eliminação do desmatamento ilegal é importante”, escreveu o democrata. “Esperamos ações imediatas e engajamento com as populações indígenas e a sociedade civil para que este anúncio possa gerar resultados tangíveis”.

Sobre a Amazônia, na carta, Bolsonaro defendeu que é preciso criar alternativas econômicas que reduzam o apelo das atividades ilegais e dar condições para que os 25 milhões de brasileiros que vivem na região possam prosperar materialmente por seus próprios esforços. Nesse sentido, segundo ele, não é possível combater o desmatamento apenas com medidas de fiscalização ou “jamais alcançaremos resultados duradouros no domínio ambiental”.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 comentários

    1. O único meio de interromper o desmatamento da Amazônia seria a diminuição da população mundial, pois, enquanto ela estiver aumentando o espaço da Amazônia continuara sendo utilizado para produção de alimentos.

  1. Esse bundão não entendeu a mensagem do nosso governo é claro.
    Nela falamos em garantias de preservação em alto nível, mas com o APORTE DE RECURSOS.
    Querem respirar de graça?
    Nem vcs nem os chineses, muito menos o macron ou Ane Hidalgo, frutos do globalismo de uma mão só.
    Vamis lá Salles, vamos lá Mourão, pensam que os índios não são conhecidos por aqui!
    Idiotas parceiros do Raoni!
    Pensam que nis satisfazemos com apitos!!!

  2. Gringo, as tais “ações imediatas” dependem dos 20 bilhões de dólares que vocês mesmos prometeram. Então soltem a grana que o Salles já vai começar a trabalhar. Tá ok?

  3. Reescrevendo o PR: – “Desenvolver ALTERNATIVAS econômicas para os 25 milhões que lá vivem prosperem por seus esforços HONESTOS” PERFEITO! Nada adianta dar o peixe, precisa ENSINAR a pescar! (Porém o interesse global é justamente o INVERSO!)

  4. Bolsonaro, finalmente percebeu quem é o xerife do mundo. Vão investigar quem são as ONGS que estão na Amazônia? E o que estão fazendo? Seria um bom começo.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site