Rússia destrói depósito de armas nos arredores de Kiev

Segundo o Kremlin, os armamentos foram enviados pela Europa e pelos Estados Unidos
-Publicidade-
Os russos destruíram um depósito de armas nos arredores de Kiev
Os russos destruíram um depósito de armas nos arredores de Kiev | Foto: Reprodução

As Forças Armadas da Rússia anunciaram neste sábado, 21, que destruíram um depósito de armas enviadas à Ucrânia pelos países ocidentais. O ataque foi realizado em um galpão instalado na cidade de Zhytomyr, a oeste da capital.

O envio de armamentos da Europa e dos Estados Unidos ao Exército da Ucrânia virou o novo motivo da invasão russa. O Kremlin já havia ameaçado retaliar qualquer país que interviesse no conflito e também disse que reagiria às eventuais sanções econômicas aplicadas pelo Ocidente.

Nas últimas semanas, os europeus e os norte-americanos aumentaram o número de armas enviadas para os ucranianos. Pelas normas internacionais, os países ocidentais não podem participar diretamente do confronto, visto que a Ucrânia não faz parte da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

-Publicidade-

Kiev pede ajuda

O chefe da Inteligência Militar da Ucrânia, Kyrylo Budanov, disse que o país lutará para expulsar todos os soldados russos de seu território, incluindo a Península da Crimeia e outras regiões tomadas por Moscou em 2014. Para conquistar esse objetivo, o militar pediu às potências ocidentais que enviem armas de longo alcance e aviões de guerra aos ucranianos.

“Não conheço nenhuma fronteira, exceto aquelas de 1991″, disse o major-general, em entrevista ao The Wall Street Journal, referindo-se ao ano da independência da Ucrânia da União Soviética. “Quem pode forçar a Ucrânia a congelar o conflito? Esta é uma guerra de todos os ucranianos, e, se alguém no mundo pensa que pode ditar à Ucrânia as condições sob as quais pode ou não se defender, está seriamente enganado.”

O major-general também criticou alguns líderes ocidentais, que hesitam em enviar armamentos de longo alcance para o Exército da Ucrânia. “Estamos travando uma guerra em nosso próprio território”, ressaltou. “Se alguém pensa que devemos ter restrições ao uso de alguns tipos de armamentos, gostaria de lembrá-los que a Rússia usa absolutamente todos os tipos de armas, desde mísseis lançados por submarinos até bombardeios estratégicos. Exceto as armas nucleares, todas as demais foram usadas pelos russos.”

Clique aqui para ler a entrevista completa.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.