Rússia corta fornecimento de gás natural à Europa por tempo indeterminado

A Gazprom, empresa de energia controlada pelo Kremlin, alega ter encontrado uma falha técnica durante a manutenção do oleoduto

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
A Rússia pode não retomar o fornecimento de gás natural à Europa
A Rússia pode não retomar o fornecimento de gás natural à Europa | Ilustração: Yakobchuk/Shutterstock

A Gazprom, empresa de energia controlada pelo Kremlin, informou nesta sexta-feira, 2, que manterá o Gasoduto Nord Stream fechado. A companhia alega ter encontrado uma falha técnica durante a manutenção do oleoduto que liga a Rússia à Alemanha. Não há prazo para o retorno das atividades.

O Nord Stream deveria retomar os trabalhos no sábado 3, depois de três dias de manutenção. Antes dos reparos, o gasoduto estava operando com 20% de sua capacidade.

-Publicidade-

A Rússia começou a limitar o suprimento de gás natural em junho. Na ocasião, o Kremlin atribuiu os problemas do gasoduto às sanções impostas pelas potências ocidentais. Os governos europeus, por sua vez, acusaram o presidente Vladimir Putin de usar o Nord Stream como instrumento político.

Um desligamento completo do gasoduto obrigará os países europeus a acelerarem seus esforços para se tornar independentes do gás natural, mostra reportagem publicada pelo The Wall Street Journal. Isso porque há alta demanda por energia nos meses de inverno, o que poderia provocar um racionamento.

Essa medida também prejudicaria as empresas industriais e derrubaria a economia do continente. Ao mesmo tempo, privaria o Kremlin de exercer sua influência econômica na Europa.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. É particularmente notável que os EUA apliquem apenas sanções anti-Rússia que dificilmente são prejudiciais a eles. E enquanto a UE comete suicídio econômico em nome dos EUA, os EUA se seguram e até suspendem as sanções quando percebem que podem causar sérios danos a eles próprios.

    Um dos objetivos geopolíticos mais importantes dos EUA por cem anos é separar permanentemente a Rússia e a Alemanha uma da outra e isso é bem conhecido entre os analistas geopolíticos e também é dito abertamente nos EUA, mas a „mídia de qualidade“ alemã finge estar tudo bem. O medo dos geoestrategistas dos EUA é que uma combinação de tecnologia alemã, mão de obra e recursos minerais russos acabe com o domínio global dos EUA e é por isso que uma das principais prioridades dos EUA é impedir uma fusão germano-russa.

    Como os EUA estão se enfraquecendo atualmente, eles temem que não possam impedir para sempre tal cooperação entre a Alemanha e a Rússia. Do ponto de vista americano, portanto, faz sentido destruir a economia alemã antes que uma fusão entre a Alemanha e a Rússia não possa mais ser evitada. Uma medida pérfida contra um país aliado, não? E é exatamente isso que estamos vivendo agora.

    ***

    Estudo da Rand Corporation de 2019 sobre a melhor forma de enfraquecer a Rússia.

    A RAND recomendou as seguintes medidas contra a Rússia em questões econômicas:

    – Dificultar as exportações de petróleo
    – Reduzir as exportações de gás natural e dificultar a construção de gasodutos
    – Estender sanções
    – Promover a fuga de cérebros

    Depois que o estudo foi publicado, os EUA começaram a impor sanções ao Nord Stream 2, o que atrasou massivamente o projeto do oleoduto. Washington implementou exatamente a política recomendada pela RAND Corporation.

    O capítulo do estudo RAND sobre a Ucrânia intitulado “Fornecendo armas letais à Ucrânia” discute extensivamente os prós e contras de tais medidas. Não há uma única palavra sobre a questão de como acabar com a guerra. Falando sobre os benefícios do aumento das vendas de armas para a Ucrânia, o estudo diz: “A expansão da ajuda dos EUA à Ucrânia, incluindo apoio militar letal provavelmente aumentaria o custo para a Rússia de manter a região de Donbass, tanto em sangue quanto no orçamento do Estado. Mais ajuda russa aos separatistas e uma presença adicional de tropas russas resultariam em custos mais altos, perdas de equipamentos e baixas russas. O último pode se tornar bastante controverso em casa, como a invasão soviética do Afeganistão.”
    Portanto, a RAND recomendou aumentar ao máximo as vendas de armas e a ajuda à Ucrânia sem uma resposta militar real da Rússia. Este é o ato de corda bamba que o governo dos EUA está exatamente tentando implementar.

    O capítulo do estudo da RAND sobre a Síria intitulado “Aumentando o Apoio aos Rebeldes Sírios” detalha os prós e contras de tais medidas. Como no capítulo sobre a Ucrânia, não há uma única palavra sobre a questão de como acabar com a guerra na Síria. Você pode ler sobre as vantagens:

    “Aumentar o apoio dos EUA à oposição moderada da Síria pode perpetuar e intensificar a guerra civil que acalmou, criando custos adicionais para a Rússia e o Irã.”

    Aos olhos da RAND Corporation, é portanto uma vantagem manter e intensificar a guerra civil. E é exatamente isso que podemos ver, porque assim que Biden assumiu o cargo, ele bombardeou a Síria em fevereiro.

    É isso.

  2. Todos os governos da EU sabiam. Donald Trump avisou que seria una loucura depender da Rússia. A Alemanha e a EUROPA riram. Aí está a verdade. É lamentável eu tenho família vivendo ba Alemanha filha e netos.

  3. Não apoio nenhum tipo de guerra mas, baseado na minha solene ignorância, assim que o G7 (da Marvel?) discursou ameaçando impor teto de preço sobre o petróleo russo (!?), me pareceu óbvio que Putin daria o troco de maneira imediata e contundente. Cutucar urso com vara curta só orgulha a mamãe e a namorada até a hora em que o urso resolve revidar; aí acabou. No mínimo, um peteleco de advertência.

  4. PARABÉNS PUTIN!
    E OBRIGADO POR DAR INICIO AO SALVAMENTO OCIDENTAL…
    Só o sofrimento para expurgar esses MALDITOS HIPOCRITAS WOKE das nossas vidas…
    MALDITOS!!
    ESCANGALHARAM todo o ocidente com essa viadagem de politicamente correto, ONGs ambientais e de direitos humanos que na verdade só protegem a ESCORIA de cada nação….quando não ás exportam para as outras.
    quero ver sem com a fome…vão continuar a DAR de graça alimentos para nóias vagabundos…e o trabalhador e estudantes….se esfolando para pagar o aluguel e cumprir os horarios e perspectivas dos chefes bravos…
    nóia nao tem obrigação nem deveres…ser nóia em SAMPA é tudo de bom..

  5. Quem manda ficar nas mãos de uma ditadura personalista? Mais uma sequela trágica de Angela Merkel, que colocou a Alemanha na dependência energética da Rússia. A médio prazo, o tiro vai sair pela culatra, pois outros fornecedores e outras fontes energéticas serão encontradas. E o gás e petróleo russos terão poucos compradores.
    Que esse fato faça o mundo ocidental colocar as barbas de molho em relação à dependência da China. Nunca confie num comunista.

  6. Lula tem acenado com várias propostas de cunho esquerdista radical em 2022, tais como revisão de privatizações, descontrole de gastos públicos, aumento de impostos volta da CPMF, libertação de bandidos, apoio financeiro a Cuba e Venezuela, perseguição a membros da Operação Lava Jato e partidos de oposição (direita), banimento de jornais e emissoras de oposição e maior abertura da economia brasileira ao capital chinês, inclusive à colaboração militar.

    Em termos geopolíticos, Lula presidente afasta o Brasil dos EUA e nos aproxima da China e da Rússia, que têm interesse em colocar mais bases militares na América do Sul, Atlântico Sul e Pacífico.

    Lula não pode ser eleito e, caso seja eleito, deve-se providenciar alguma maneira de impedi-lo de assumir.

  7. Putin dando as cartas. As sansões econômicas que esses burocratas perfumados e limpinhos do velho continente acreditaram algum dia ter efeito, tá fazendo um mal danado. Para eles!!!

    Recuar, agora, é atestado de burrice e incompetência para compreender o jogo geopolítico, tendo do outro lado o Putin…

    Quem vai resolver essa quebrada toda é a premier dançante da Finlândia. Vai por mim.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.