Rússia registra mais de mil mortes pela 1ª vez desde o início da pandemia

O governo russo descartou aplicar restrições mais severas
-Publicidade-
Até o momento apenas 31% dos russos estão completamente vacinados
Até o momento apenas 31% dos russos estão completamente vacinados | Foto: Adriana Toffetti/a7 Press/Estadão Conteúdo

A Rússia superou neste sábado, 16, pela primeira vez desde o início da pandemia, mil mortes por covid-19 em 24 horas. A média móvel de mortes, que está em 958, é o maior índice registrado no país.

Segundo o balanço oficial do governo, foram confirmados mais de 33 mil novos casos, recorde pelo terceiro dia consecutivo. A média móvel, que está na faixa de 29 mil, também atingiu a maior marca desde o início da pandemia.

-Publicidade-

A nova onda de casos ocorre em um momento no qual apenas 31% dos russos estão completamente vacinados, equivalente a 45,7 milhões de pessoas. Os imunizados com ao menos uma dose são 34,8% do país, ou cerca de 50 milhões de russos.

O governo russo descartou aplicar restrições mais severas, apesar de classificar a taxa de vacinação do país como “inaceitavelmente” baixa. O governo comunicou que as autoridades devem garantir que “a economia siga funcionando”.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.