‘Se querem viver, corram’, diz Zelensky a soldados russos

As tropas ucranianas têm pressionado a partir de várias direções a cidade de Liman, sob controle russo, no leste do país
-Publicidade-
Volodymyr Zelensky reagiu ao anúncio de anexação de terras ucranianas
Volodymyr Zelensky reagiu ao anúncio de anexação de terras ucranianas | Foto: Reprodução/Redes sociais

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, respondeu às ameaças da Rússia depois que Moscou anunciou a anexação de regiões ocupadas no leste e no sul do país.

Ao reivindicar território ucraniano, a Rússia pretende afirmar que a Ucrânia está atacando território russo, não o contrário. Autoridades de Moscou têm falado em defender suas terras a qualquer custo, sugerindo o possível uso de armas nucleares. A Rússia também anunciou uma convocação militar para alistar centenas de milhares de novos soldados.

“Se querem viver, corram”, afirmou Zelensky, em seu discurso na quarta-feira 28, dirigindo-se aos soldados russos. “Se vocês querem viver, rendam-se. Se querem viver, lutem nas ruas de seu país por sua liberdade.”

-Publicidade-

As tropas ucranianas têm pressionado a partir de várias direções a cidade de Liman, sob controle russo, no leste da Ucrânia, e indicam ter estabelecido um cerco completo.

Se soldados russos forem capturados ou forçados a fugir por uma estrada que continua sob seu controle, isso representaria uma derrota embaraçosa para os russos em uma região que eles estão se mobilizando para declarar parte de seu país.

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, afirmou que a Rússia pretende capturar ao menos toda Donetsk, onde fica Liman. A Ucrânia controla agora cerca de metade da região.

A queda de Liman também minaria as linhas de defesa russas no leste da Ucrânia, escreveu o Instituto para o Estudo da Guerra, um grupo de análise dos Estados Unidos.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.