Série gay de Hong Kong ameaçada pelo regime comunista chinês

Autoridades locais a serviço do PCC falam em 'ameaça à segurança nacional'
-Publicidade-
Foto: Divulgação/Netflix
Foto: Divulgação/Netflix

A série Ossan’s Love, produzida em Hong Kong, faz sucesso ao retratar um triângulo amoroso entre três homens que trabalham numa empresa imobiliária. Ossan’s Love é elogiada por mostrar um caso homossexual com normalidade.

Mas o crescente domínio do PC chinês sobre Hong Kong está preparando um ataque à série por meio de apoiadores locais. O deputado Junius Ho, ligado à ditadura chinesa, acusou Ossan’s Love de ser uma série “prejudicial à sociedade” e por “quebrar a lei de segurança nacional”. Segundo o Wall Street Journal, a executiva-chefe Carrie Lam (também ligada ao PCC) sugeriu que a popularidade do programa não indica um consenso e que o casamento entre pessoas do mesmo sexo continua proibido.

“Autores de livro infantil são presos em Hong Kong” 

-Publicidade-

Em novembro de 2022, Hong Kong deverá ser a primeira sede asiática dos Jogos Gay, que deverão atrair 12 mil participantes.

Um trecho de Ossan’s Love

 

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro