Suíça aprova casamento gay e adoção de crianças por homossexuais

Referendo convocado pelo governo federal registrou que 64% dos eleitores votaram pela medida
-Publicidade-
O país é um dos últimos da Europa Ocidental a legalizar a medida
O país é um dos últimos da Europa Ocidental a legalizar a medida | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O casamento civil entre pessoas do mesmo sexo foi aprovado na Suíça. No domingo 26, referendo convocado pelo governo federal registrou que 64% dos eleitores votaram a favor do matrimônio gay. A decisão possibilita ainda que casais homossexuais adotem crianças e lésbicas casadas tenham filhos através da doação de esperma, atualmente legalizada apenas para heterossexuais.

A nova lei teve o apoio do Poder Executivo e de todos os principais partidos políticos, com exceção do Partido Popular, e foi aprovada pelo Parlamento em dezembro de 2020. Contudo, paralisou depois de ser contestada por opositores, que reuniram assinaturas suficientes para forçar um referendo. O país é um dos últimos da Europa Ocidental a legalizar a medida.

Leia também: “Este homem é uma lutadora”, artigo de Ana Paula Henkel publicado na Edição 78 da Revista Oeste

-Publicidade-
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.