-Publicidade-

Trump sugere adiar eleições presidenciais nos EUA

Pela redes sociais, o republicano disse temer que o pleito seja o "mais fraudulento da história"
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump | Foto: Tia Dufour/Casa Branca
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump | Foto: Tia Dufour/Casa Branca

Pela redes sociais, o republicano disse temer que o pleito seja o “mais fraudulento da história”

Donald Trump
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump | Foto: Tia Dufour/Casa Branca

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, levantou nesta quinta-feira, 30, a possibilidade de adiar a eleição presidencial, que está marcada para 3 de novembro.

Apesar da indicação do republicano, a data está estabelecida na Constituição e só pode ser alterada pelo Congresso.

Pela redes sociais, Trump disse temer que o pleito seja o “mais fraudulento da história”, o que, segundo ele, “será uma grande vergonha para os EUA”.

Ele defendeu o adiamento das eleições até “as pessoas poderem votar de forma apropriada, garantida e segura”.

LEIA TAMBÉM: PIB dos Estados Unidos cai 32,9% contaminado pela covid-19

Trump não apresentou indícios de fraudes, mas se referiu ao sistema de votação por correio para dizer que o resultado da eleição presidencial poderia ser impreciso.

O republicano questiona a legitimidade da votação pelo correio, usada com muito mais frequência nas eleições primárias em meio à pandemia de coronavírus.

Ele se recusou a dizer se aceitaria os resultados oficiais caso seja derrotado.

Os democratas, incluindo o candidato presidencial Joe Biden, já iniciaram os preparativos para impedir o adiamento.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.