Twitter derruba conta de Trump de forma permanente

Rede social avisa ter analisado detalhadamente as últimas postagens do republicano
-Publicidade-
Trump no Twitter: de milhões de seguidores a perfil permanentemente bloqueado
Trump no Twitter: de milhões de seguidores a perfil permanentemente bloqueado | Foto: Reprodução

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está suspenso de forma permanente do Twitter. A confirmação da derrubada da conta administrada pelo político norte-americano foi anunciada pela própria plataforma de rede social. Para a tomada de decisão, a empresa digital fala em “risco de mais incitação à violência”.

Leia mais: “Congresso certifica Biden e Trump anuncia transição”

O bloqueio de forma definitiva do perfil @realDonaldTrump ocorre na semana em que o Twitter e outras redes sociais já haviam suspendido contas administradas pelo integrante do Partido Republicano. Num primeiro momento, o atual ocupante da Casa Branca ficou impedido de fazer novas postagens na plataforma de microblogs por 12 horas — isso depois de manifestantes invadirem o Capitólio, em Washington, na quarta-feira 6. Dois vídeos publicados por Trump foram derrubados.

-Publicidade-

“Após uma análise detalhada dos tuítes recentes da conta @realDonaldTrump e do contexto em torno deles — especificamente como estão sendo recebidos e interpretados dentro e fora do Twitter —, suspendemos permanentemente a conta devido ao risco de mais incitação à violência”, afirmou a equipe da rede social em comunicado divulgado na noite de hoje. Nesse sentido, a empresa reforçou que perfis com postagens consideradas como incitação à violência também poderão ser bloqueados. A companhia, contudo, não detalha especificamente quais são as regras e não menciona o fato de, ainda na quarta-feira, Donald Trump ter pedido “paz” a seus apoiadores.

Liberdade?

O Twitter fez questão de explicar que a suspensão permanente do perfil de Donald Trump foi motivada por duas postagens publicadas nesta sexta-feira. Na primeira, ele afirmou que seus 75 milhões de eleitores “não serão desrespeitados ou tratados injustamente de nenhuma forma”. Na outra mensagem, o presidente dos Estados Unidos informou: não comparecerá à cerimônia de posse do democrata Joe Biden.

“Devem ser lidos no contexto de eventos mais amplos no país e da maneira pela qual as declarações do presidente podem ser mobilizadas por diferentes públicos”

A plataforma de rede social fez questão de mostrar publicamente ter desaprovado o teor dos conteúdos disseminados por Trump antes de ser bloqueado. “Esses dois tuítes devem ser lidos no contexto de eventos mais amplos no país e da maneira pela qual as declarações do presidente podem ser mobilizadas por diferentes públicos, inclusive para incitar a violência, bem como no contexto do padrão de comportamento desse relato nas últimas semanas”, afirmou a empresa.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários Ver comentários

  1. Tempos sombrios. E só é o início. O Google derrubou o Parler (por “falta de gestão de conteúdo”). A internet esta caminhando para ter donos e controladores. As corporações (bigtecs e meta capitalistas) estão buscando controlar o mundo ocidental. Deram passos ousados nos EUA, com sucesso.

    1. Twitter se comportando com.o verdadeiro ditador ! A china já incorporou em lugares na americana para a tristeza de quem preza a liberdade de expressão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.