Ucrânia informa que 9 mil soldados morreram em seis meses de guerra

Esta é uma das raras declarações de autoridades ucranianas sobre baixas militares
-Publicidade-
As Forças Armadas da Ucrânia usam os mísseis Javelin
As Forças Armadas da Ucrânia usam os mísseis Javelin | Foto: Reprodução/Ukrinform

O comandante do Exército da Ucrânia, Valery Zaluzhny, em rara manifestação sobre número de baixas, informou nesta segunda-feira, 22, que quase 9 mil soldados ucranianos morreram em seis meses de invasão russa.

Durante um evento público, Zaluzhny disse ainda que as crianças ucranianas precisam de atenção especial, porque seus pais seguiram para a linha de frente e “provavelmente estão entre os 9 mil heróis que morreram”.

Esta é uma das poucas declarações de autoridades ucranianas sobre baixas militares do país na guerra, iniciada pela Rússia em 24 de fevereiro. O número anterior era de meados de abril, quando o presidente Volodymyr Zelensky anunciou que cerca de 3 mil militares ucranianos haviam morrido e que quase 10 mil ficaram feridos desde o início da ofensiva russa.

-Publicidade-

O Departamento de Defesa Norte-Americano divulgou informações em agosto sobre baixas no Exército russo: entre 70 mil e 80 mil militares morreram ou ficaram feridos na Ucrânia desde o início da guerra, em 24 de fevereiro. O Pentágono também estimou, na mesma ocasião, que a Ucrânia registrou pelo menos 10 mil mortos e 30 mil feridos em suas tropas.

Em um relatório divulgado no fim de junho, o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) informou que havia cerca de 10 mil vítimas civis desde o início do conflito na Ucrânia, sendo 4.731mortos.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.