Depois dos EUA, Japão, Holanda e Coreia do Sul solicitam que seus cidadãos deixem a Ucrânia

Ministros das Relações Exteriores temem invasão russa
-Publicidade-
Exército russo poderia lançar uma invasão em escala total, com tanques que potencialmente poderiam chegar à capital Kiev dentro de 48 horas
Exército russo poderia lançar uma invasão em escala total, com tanques que potencialmente poderiam chegar à capital Kiev dentro de 48 horas | Foto: Reprodução/Flickr

Os ministros das Relações Exteriores do Japão, da Holanda e da Coreia do Sul pediram nesta sexta-feira, 11, que os cidadãos de seus países deixem a Ucrânia imediatamente em virtude da possível invasão por militares do governo russo.

A decisão ocorreu pouco depois de o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, recomendar que os norte-americanos saiam quanto antes da Ucrânia. Cerca de 100 mil soldados da Rússia estão mobilizados na fronteira com a Ucrânia.

Na manhã de hoje, o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, revelou que o governo russo continua enviando tropas para a fronteira. “A invasão pode começar a qualquer momento”, alertou Blinken.

-Publicidade-

Segundo a emissora NBC, o Exército e a Inteligência dos EUA avaliam que o Exército russo poderia lançar uma invasão em escala total, com tanques que potencialmente poderiam chegar à capital Kiev dentro de 48 horas.

Leia também: “Rússia x Ucrânia — De que lado você está?”, artigo de Dagomir Marquezi publicado na Edição 97 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.