UE lança órgão para monitorar futuras pandemias

Hera terá a missão de prever crises sanitárias e preparar respostas integradas para os países-membros do bloco
-Publicidade-
Há um ano, a criação da Hera foi anunciada por Ursula von der Leyen
Há um ano, a criação da Hera foi anunciada por Ursula von der Leyen

Na quinta-feira 16, a União Europeia (UE) anunciou o orçamento de € 30 bilhões (cerca de R$ 186 bilhões) até 2027 para a nova Autoridade Europeia de Preparação e Resposta a Emergências Sanitárias (Hera). Sua missão será monitorar e suplementar órgãos de Saúde dos países-membros para que eles estejam preparados para futuras crises como a pandemia.

Leia também: “União Europeia doará 200 milhões de vacinas a países de baixa renda”

“A dimensão das potenciais ameaças que enfrentamos é imensa e, por isso, a nossa resposta tem de ser ambiciosa”, afirmou Stella Kyriakides, comissária para saúde e segurança alimentar da UE. Ela disse que a Hera irá prever possíveis crises sanitárias através de pesquisas, além de coordenar ações rápidas e eficientes de resposta.

-Publicidade-

A autoridade sanitária terá entre suas responsabilidades, por exemplo, a produção e distribuição de medicamentos, vacinas, equipamentos e acessórios hospitalares durante as emergências de saúde.

Há um ano, a criação da Hera foi anunciada por Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia. O órgão abriga a instituição que estará plenamente funcional no começo de 2022.

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Ou irão se limitar a trancar todo mundo, sem direito nem de trabalhar e usar máscaras ridículas que não servem pra nada? Ou melhor: proibir tratar, esperando novas (e caras) vacinas experimentais? Infelizmente ao longo da história, vemos a humanidade repetir os mesmos erros.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.