Um mês depois da votação, as eleições no Peru ainda não estão decididas

Keiko Fujimori exige a recontagem de 200 mil votos de regiões rurais
-Publicidade-
O comunista Pedro Castillo e sua adversária Keiko Fujimori | Foto: Reprodução/Mídias Sociais
O comunista Pedro Castillo e sua adversária Keiko Fujimori | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

Um mês depois da votação, os peruanos ainda não sabem quem vai ser o próximo presidente. O comunista Pedro Castillo estava ligeiramente à frente na contagem de votos (apenas 40 mil votos), mas sua adversária Keiko Fujimori paralisou o processo com acusação de fraude.

“Como pensa Pedro Castillo, o autoproclamado presidente do Peru” 

Segundo matéria do New York Times, Fujimori exige a recontagem de 200 mil votos de regiões rurais. A reportagem mostra o fortalecimento nas áreas urbanas de uma crescente oposição ao candidato de esquerda, que já declarou sua simpatia pela ditadura venezuelana. A lembrança do violentíssimo grupo terrorista Sendero Luminoso também assombra os peruanos.

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site