Verdes e liberais anunciam acordo para apoiar governo social-democrata na Alemanha

No fim de setembro, o Partido Social-Democrata (SPD), liderado por Olaf Scholz, venceu as eleições no país
-Publicidade-
O social-democrata Olaf Scholz será o novo primeiro-ministro da Alemanha
O social-democrata Olaf Scholz será o novo primeiro-ministro da Alemanha | Foto: Reprodução/Redes sociais

Depois de algumas semanas de intensas negociações, o Partido Social-Democrata (SPD), o Partido Verde e o Partido Liberal Democrático anunciaram nesta sexta-feira, 15, um acordo em torno da coalizão que sustentará o novo governo da Alemanha.

No fim de setembro, o SPD, liderado por Olaf Scholz, venceu as eleições no país, derrotando a União Democrata Cristã (CDU), partido da chanceler Angela Merkel, que era liderada pelo candidato apoiado pela premiê, Armin Laschet.

Leia mais: “Merkel faz última visita ao papa Francisco como chanceler da Alemanha”

-Publicidade-

“Conseguimos, de fato, chegar a um acordo. É um resultado muito bom. Isso mostra, claramente, que se pode formar um novo governo na Alemanha”, comemorou Scholz, que será o novo primeiro-ministro do país. O anúncio foi feito ao lado de lideranças dos verdes e dos liberais.

Leia mais: “Merkel parabeniza Olaf Scholz por vitória nas eleições da Alemanha”

O documento preliminar que chancela a união entre as três legendas no apoio ao novo governo prevê, entre outros pontos, que os impostos não serão elevados e os limites de endividamento público serão mantidos. Além disso, na agenda climática, os três grupos pretendem antecipar o fim do uso de carvão na Alemanha de 2038 para 2030.

Leia também: “Partido Social-Democrata alemão inicia conversas por coalizão”

Com informações da agência France-Presse

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Nunca pensei q os alemães pudessem ser tão burros.
    Depois de 11 desgraçados anos com Merkel, a mulher q arruinou a economia e abriu as portas para a invasão islâmico e consequente destruição da cinturão teutônia, eis que bovinamente eled votam num social democrata, que nada mais é q um comunista de banhozinho tomado.

    Têm q morrer pastando, PQP!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.